Tem algum carro abandonado em seu bairro?
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Tem algum carro abandonado em seu bairro?

Mande o seu relato para o Blog Blitz Estadão e participe do mapa interativo com locais de SP onde veículos são esquecidos pela população

Renata Okumura

21 de maio de 2019 | 17h05

SÃO PAULO – Quer denunciar algum carro abandonado em sua rua ou mesmo em seu bairro? Mande uma foto e a localização do veículo para o ‘Estadão’. Nossa equipe elaborou um mapa interativo com os principais pontos da região metropolitana de São Paulo.

O leitor Marcelo  informa que um carro foi abandonado na Rua Camburiú, na Vila Ipojuca, na zona oeste da cidade.

Foto: Leitor do Estadão

Também na zona oeste, munícipe faz outra queixa. “Veículo abandonado na Rua Itapicuru, em frente o número 380. O honda de cor prata está na rua há três meses. A Prefeitura deu o prazo de 60 dias para verificar a queixa”, afirmou morador que preferiu não se identificar.

Lixo ao redor de carro abandonado na zona norte. Foto: Leitor do Estadão

Uma kombi antiga foi abandonada, há 5 meses, na Rua Amélio Koga, 141, na Vila Invernada, na zona leste de São Paulo. Um morador, que não quis não se identificar, disse que há muita sujeira no local. O pó também tomou conta do teto do veículo.

Foto: Leitor do Estadão

Veículo abandonado na Rua Modesto Naclério, na altura do número 160, no bairro Vila Charlote, também na zona leste de São Paulo, tira a tranquilidade de moradores.

“Estou muito indignado. O carro permanece no mesmo local”, disse o leitor José Batista.

Na zona norte, moradores reclamam de um carro abandonado na Rua Paru, na altura do número 94, no Tucuruvi.

Há mais de dois anos, dois carros foram abandonados na Rua Nilza Medeiros Martins, 490, na Vila Sônia, na zona sul. “Além de atrapalhar o trânsito, também servem de esconderijo para bandidos”, disse a moradora Elma Barros.

Foto: Elma Barros, leitora do Estadão

Na Rua Edison, número 53, no Campo Belo, na zona sul da capital paulista, um veículo está abandonado há muito tempo, segundo informou o leitor Mauro.

Leitores também denunciam que donos de carros abandonados estão tirando notificações da prefeitura de seus veículos. Em outras situações, mudam carro de lugar. “A prefeitura coloca aviso, eles retiram. Também mudam carro de uma rua para outra a fim de evitar multas. O problema permanece no bairro”, diz morador que prefere não se identificar.

Foto: Leitor do Estadão

A Secretaria Municipal das Subprefeituras recebeu, entre janeiro e dezembro de 2018, 28.660 solicitações para remoção de veículos abandonados em via pública e finalizou 54.601 pedidos, incluindo demandas represadas de anos anteriores.

Em todo o ano de 2017, por exemplo, foram recebidos 29.351 pedidos, sendo 21.486 atendimentos finalizados na época.

Ainda não há dados consolidados de 2019.

Confira no mapa a seguir alguns dos locais onde há carros abandonados.

O abandono de veículos em vias públicas prevê sanções, de acordo com a Lei de Limpeza Urbana, que fixa multa, no valor de R$ 16.003,53.

Após a vistoria da equipe de remoção da prefeitura, os veículos recebem uma notificação, por meio de um adesivo, solicitando ao proprietário ou responsável a remoção do carro.

Caso não seja feita em até cinco dias, o município inicia os procedimentos legais e administrativos para a remoção. Caso não haja placa, a retirada dos veículos é realizada imediatamente.

Depois da remoção, caberá ao responsável, que pretenda reaver o veículo, arcar com os custos de remoção, variáveis conforme o tipo de automóvel, a distância do pátio da Regional, o equipamento utilizado para o procedimento e o trabalho da equipe, além do custo diário da estadia, também calculada conforme o tipo de veículo. Após o recolhimento caberá a Subprefeitura dar destino aos carros.

Qualquer cidadão pode denunciar o abandono de veículos. Caso você saiba onde tem um veículo abandonado na cidade, envie uma foto com a data e o endereço por WhatsApp (11) 9-7069-8639 ou para o e-mail blitzestadao@estadao.com.