Debaixo de choro e emoção, Mancha Verde entra no sambódromo do Anhembi para fechar a noite de desfiles

Estadão

18 Fevereiro 2012 | 06h52

Nascida em 1995, a Escola Mancha Verde, com o enredo ‘dos orixás’,  foi sétima escola a entrar na avenida nesta manhã de sábado, 18, por volta das 6h50. Veja a musa da Mancha Verde no Carnaval 2012 JT

Um dos carros alegóricos teve um problema na concentração e causou muito nervosismo nos integrantes da escola. Após a tensão, a escola entrou na avenida, debaixo de muita emoção. Segue abaixo o samba-enredo da Mancha Verde:

 

O dia vem anunciar,

A humildade é a voz da razão,

Sou Mancha Verde guerreira,

Erguendo a Bandeira,

Aceitando a missão.

 

 

A fé eu fui buscar

Com meu clamor ao mensageiro

Sou Babalorixá,

A dor de um mundo inteiro

Tenho a sede do saber

E ainda muito o que aprender

Se Olorun é o pai na criação

Eu sou mais um dos filhos desse chão

Orunmilá, ô ô ô

Criou senhores do destino

A cada irmão deu seu ensino

E o dom em conhecer as direções

 

 

Ôba!! Ôba!!

O olhar de cobiça vai perceber Babalaô

Faz a justiça vencer meu pai Xangô

A simplicidade vai determinar

A riqueza na lição de Obará

 

 

Vem preservar,

Respeitar a natureza do criador

Os orixás são provas do seu amor

Que os ventos de Iansã

Leve Oxum, Obá, Nanã,

No encontro com o mar, a vida é linda, salve Oxalá,

Sementes vão trazer às folhas o poder

É o fim de uma era que se regenera em Obaluae

Oh senhor, perdoai a humanidade,

Iluminai a consciência,

Pra guiar essa mudança

Vou guardar no coração, levar em minhas mãos,

A mensagem de esperança

Mais conteúdo sobre:

carnaval 2012desfile SPMancha Verde