Mancha Verde fecha primeiro dia de desfiles do Grupo Especial das escolas em São Paulo

Estadão

18 Fevereiro 2012 | 08h07

Com as arquibancadas já não tão cheias e sob a luz da manhã, a Mancha Verde, escola que nasceu em 1995, fechou o primeiro dia de desfiles das escolas  do Grupo Especial em São Paulo.

[galeria id=2203]

O início foi tenso. Alguns componentes chegaram a chorar  ao saber de um problema  em um carro alegórico na concentração. Foi apenas um susto; a escola entrou no horário e fechou dentro do prazo estipulado pelo regulamento.

Marcos, ex-goleiro do Palmeiras, desfilou no último carro. Estava acompanhado da mulher e da filha. Edmundo, outro ex-jogador do clube, também sambou pela escola.

Viviane Araujo, rainha, e Juju Salimeni, musa da bateria, também empolgaram o público pela escola.

Com um enredo voltado aos orixás, a escola apostou no colorido e enfatizou o tema humildade no samba “Pelas mãos do mensageiro do axé a lição de Odú Obará: A humildade”.

A escola foi um dos destaques do primeiro dia.

 

 

 

Veja fotos, notícias e vídeos sobre o Carnaval 2012.

Mais conteúdo sobre:

carnaval 2012desfile SPMancha Verde