Portela entra na Sapucaí com homenagem à Clara Nunes

Estadão

19 Fevereiro 2012 | 22h45

A Azul e Branco entra na avenida com enredo inspirado na Bahia e homenagem à cantora Clara Nunes.

Acompanhe o enredo da escola:

Bahia: e o povo na rua cantando… É feito uma reza um ritual
Autores: Wanderley Monteiro, Luiz Carlos Máximo, Toninho Nascimento, Naldo e André do Posto 7 
Intérprete: Gilsinho

Meu rei
Senhor do bonfim alumia
Os caminhos da portela
Que eu guardo no meu patuá
Eu vim na proteção dos meus guias
Com clara guerreira à bahia
Cheguei, eu cheguei pra festejar
Deixa lavar, nos altares e terreiros
Tem jarro com água de cheiro
Vou jogar flores no mar

No mar
Procissão dos navegantes
Eu também sou almirante
De nossa senhora iemanjá

Vou  no gongá
Bater tambor
Rezo no altar
Levo o andor
Vem chegando os batuqueiros
Desce a ladeira meu amor
Que a patuscada começou
Eu vim pra rua
Onde o samba de roda chegou

Iaiá
De saia rendada em cetim
Bota o tempero na festa
Oi, tem abará e quindim

Portela cheia de encantos
Acolhe a bahia em seu canto
Com festas, rezas, rituais
Vestido de azul e branco
Eu venho estender o nosso manto
Aos meus santos do samba que são orixás

Madureira sobe o pelô…tem capoeira
Na batida do tambor…samba ioiô
Rola o toque de olodum…lá na ribeira
A bahia me chamou

 

Mais conteúdo sobre:

carnaval 2012desfile RJPortela