Trazendo a beleza da cidade litorânea de Itanhaém, Pérola Negra encerra apresentação no Anhembi

Estadão

19 Fevereiro 2012 | 01h01

Às 23h56, a Pérola Negra foi a segunda a entrar na avenida com um enredo homenageando a cidade de Itanhaém, que completa 100 anos agora em abril. A escola usou os 65 minutos do prazo estipulado pelo regulamento.

 

A escola da Vila Madalena quis impressionar logo de cara, com uma comissão de frente que falava da catequização dos índios, um integrante em um pedestal representando Nossa Senhora da Conceição e a ala das baianas abrindo caminho para um grande abre-alas com uma nau portuguesa toda dourada.

[galeria id=2215]

Foi o suficiente para empolgar o Sambódromo pela primeira vez na noite. Representando uma índia, a ex-BBB e madrinha de bateria Jaque Khury disse que a Pérola pode brigar por título. “Não tivemos grandes problemas, o desfile está lindo, com certeza estaremos entre as finalistas”, disse ela.

 

A escola levou  também ao sambódromo um toque de verão, com referência às praias e aos banhistas que frequentam Itanhaém. Com esse clima, a Pérola espera alcançar uma colocação bem melhor que o 11.º lugar obtido em 2011. (COM RODRIGO BRANCATELLI, DO ESTADO DE S.PAULO)

 

Veja fotos dos principais momentos do desfile de Carnaval de São Paulo.

Acompanhe as últimas notícias do Carnaval 2012.

Mais conteúdo sobre:

carnaval 2012desfile SPpérola negra