Agora de graça, desfile em Batatais (SP) tenta atrair turistas

Estadão

08 Fevereiro 2013 | 17h10

Por Rene Moreira, Especial para o Estado

BATATAIS – Quem anda nesta época do ano por Batatais (SP), localizada a 350 da capital paulista, não ouve outro assunto a não ser carnaval. Com uma tradição de mais de 40 anos de organizar belos desfiles de rua, a cidade não fala de outra coisa a não ser os preparativos das escolas de samba. Na cidade são seis agremiações do tipo, além de dois grandes blocos carnavalescos.

As escolas precisam ter no mínimo 280 componentes cada para desfilar, mas vão sair com quase duas vezes essa quantidade e algumas já têm até fila de espera. Nos barracões o movimento é intenso de costureiras, carnavalescos e pessoas da comunidade preparando os desfiles que começam neste sábado, 9, a partir das 21h. Este ano o investimento total é de R$ 1 milhão, sendo R$ 600 mil partindo da prefeitura que conta com verba específica para eventos turísticos pelo fato de a cidade ser uma estância.

Pela primeira vez o desfile da cidade deixará de cobrar ingresso. O objetivo é atrair maior público, principalmente, turistas da região. Isso porque muitas cidades não têm desfiles e em outras a festa é considerada inferior – até mesma na vizinha rica Ribeirão Preto (SP), onde o desfile é menor em tamanho e investimento. Este ano, segundo a União das Escolas de Samba Batataenses, cada escola da cidade recebeu verba pública de R$ 66 mil (10% a mais que em 2012). Somado a esse valor, contam ainda com os recursos arrecadados com os camarotes na passarela do samba, a venda de publicidade e a renda arrecadada com eventos desenvolvidos ao longo do ano.

Neste ano, para assistir ao desfile na arquibancada o folião precisará apenas doar um quilo de alimento não-perecível. Tudo o que for arrecadado será destinado para entidades assistenciais do município. Se alguém se esquecer de levar o alimento não tem problema, pois barracas serão montadas na frente do sambódromo para comercializar as mercadorias. Neste sábado (8) a primeira escola a desfilar será a Unidos da Fiel, seguida da Riachuelo e da Castelo, esta última a maior ganhadora de títulos até hoje.

No domingo, 10, desfilam Acadêmicos do Samba, Unidos da Liberdade e a campeã do ano passado, Unidos do Morro. Para o presidente da Liga das Escolas de Samba, Valnei José Barbosa, a qualidade do desfile na cidade foi conquistada ao longo do tempo graças ao interesse da população, que gosta e procura aprender cada vez mais sobre o carnaval. “Aqui as pessoas levam a festa a sério”, brinca.