Águia de Ouro encerra desfile com atraso

Estadão

09 de fevereiro de 2013 | 05h55

Com chuva e o dia amanhecendo, a Águia de Ouro entrou no sambódromo de São Paulo neste sábado, 09, homenageando o sambista carioca João Nogueira e fechou o primeiro dia de desfiles das escolas do Grupo Especial de São Paulo. Houve corre-corre para encerrar o desfile dentro do tempo regulamentar, mas não impediu a agremiação de ultrapassar um pouco o limite, o que poderá custar alguns pontos a menos.

[galeria id=5796]

A viúva de João Nogueira, Angela, desfilou no carro abre-alas. Ele morreu em 2000. A Portela, escola tradicional carioca e que era frequentada pelo sambista, também estava presente no desfile. Ela foi tema de um dos carros alegóricos. O último carro da escola fez menção à célebre música Espelho e abrigou amigos e familiares, como o filho dele, Diogo Nogueira. Joel Santana, que já foi técnico várias vezes do Flamengo, time do coração de Nogueira, também estava no carro.

+ Ouça os enredos das escolas de SP
+ Confira a ordem dos desfiles de São Paulo
+ ESPECIAL: saiba tudo sobre o Carnaval 2013

A arquibancada superior já estava totalmente esvaziada durante o desfile da agremiação, mas nas outras partes do sambódromo muitas pessoas acompanharam animadas a escola que tem origem no bairro da Pompeia, na zona oeste da capital paulista. A bateria, comandada pelo mestre Juca, entrou na avenida fantasiada de sambista: paletó, camisa listrada e chapéu.

Confira os destaques:

1 sambista_1.jpg

06h51 – JULIANA DEODORO: A Águia de Ouro entrou na avenida as 6h49 com o dia clareando e debaixo de chuva. A escola, que é a última a desfilar no primeiro dia de carnaval, homenageia o sambista João Nogueira.

1_joao.jpg

06h59 – TIAGO DANTAS: O cantor Diogo Nogueira puxou o samba da Águia de Ouro na manhã deste sábado, dia 9. A escola, última a entrar no sambódromo, contará a história de João Nogueira, pai de Diogo. “Sou muito agradecido à escola. Vamos pra cima deles”.

1_diogo.jpg

07h11 – JULIANA DEODORO: A bateria da Águia de Ouro conseguiu animar o público que permanece no Anhembi. As pessoas que se escondiam da chuva na parte coberta da arquibancada se levantaram para cantar junto da escola o samba enredo.

07h15 – TIAGO DANTAS: A chuva e a redução do público não intimidaram a Águia de Ouro. A escola arrancou aplausos da torcida com as paradinhas da bateria. Os percursionistas pararam de tocar por 10 segundos durante o refrão do samba enredo pelo menos três meses nos primeiros 20 minutos de desfile.

1 bateria_1.jpg

08h06 – TIAGO DANTAS: A Águia de Ouro terminou o primeiro dia de desfiles de carnaval com um minuto de atraso. Vários componentes da escola choravam na dispersão.

Com informações da Agência Estado.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: