Grande Rio canta tema polêmico na Sapucaí

Estadão

12 Fevereiro 2013 | 00h45

Tiago Rogero – O Estado de S.Paulo

Quarta escola a desfilar no último dia do Grupo Especial, a Grande Rio trouxe para a Marquês de Sapucaí o polêmico tema da divisão dos royalties do petróleo. No Rio, o assunto foi tema de grandiosa campanha do governo do estado em 2012, “Veta, Dilma”, pedindo à presidente da República que não sancionasse o projeto de redistribuição. A escola nega ter recebido patrocínio dos municípios produtores de petróleo.

[galeria id=5828]

+ ESPECIAL: saiba tudo sobre o Carnaval 2013
+ Sobrevoo virtual mostra estrutura da Sapucaí; assista

Veja os destaques da escola:

01h47 – TIAGO ROGERO: A escola de Duque de Caxias é conhecida por sua constelação de estrelas no desfile. A atriz Cléo Pires, por exemplo, toca na bateria.

02h00 – TIAGO ROGERO: O enredo Amo o Rio e Vou à Luta: Ouro Negro Sem Disputa! é assinado pelo carnavalesco Roberto Szaniecki. O polonês naturalizado brasileiro já foi campeão duas vezes do carnaval de São Paulo, mas nunca conquistou o do Rio. Para conseguir pela primeira vez, o carnavalesco pretende mostrar todas as etapas da indústria petrolífera, com direito a muitos efeitos de iluminação: sete quilômetros de lâmpadas de LED, até em fantasias.

1_luzes.jpg

02h12 – TIAGO ROGERO: Destaque da bateria da Grande Rio, a atriz Suzana Vieira, de 70 anos, defendeu a escolha do enredo da agremiação e pediu temas mais críticos e próximos da sociedade. “Só de falar de uma coisa política, o tema já é válido. Nós, cariocas, temos direito aos royalties. Acho que as escolas deveriam voltar a fazer críticas sociais, parar um pouco de mostrar coisas tão distantes de nós”.

02h17: Um integrante da escola é atendido por socorristas e retirado da avenida.

02h24 – TIAGO ROGERO: Uma paradinha coreografada da bateria da Grande Rio levantou o público da Sapucaí na madrugada desta terça-feira. Depois de fazer a paradinha, os ritmistas deixaram abrir um pequeno espaço para a ala da frente para, puxados pelo Mestre Ciça e pela madrinha Carla Prata, correrem para frente ao começo do refrão. Este ano, Mestre Ciça completa 25 anos de sambódromo.

1_bateria_gr.jpg

02h39: “Uma eterna paixão de enlouquecer/ Minha Escola é meu bem querer/ Felicidade em alto astral/ É o ouro negro nosso Carnaval”, cantam os 3.800 integrantes da agremiação, que estão divididos em 34 alas.

1 mestre_1.jpg

02h56: Escola completa 1 hora e 16 minutos de desfile. Tempo máximo permitido é de 1 hora e 22 minutos.

03h06 – ANTONIO PITA: O ex-atacante Ronaldo Nazário revoltou alguns integrantes da equipe de apoio da Grande Rio durante o desfile da escola. Ao invés de usar os acessos e áreas de circulação tradicionais do sambódromo, o jogador resolveu cruzar a Marquês de Sapucaí em pleno desfile da Grande Rio. Ronaldo estava acompanhado da nova namorada, Paula Morais, e seguranças. Ele ouviu reclamações do staff de apoio da Grande Rio durante a passagem.

03h07 – TIAGO ROGERO: A Grande Rio apresentou na avenida carros que chamaram a atenção pela grandiosidade das alegorias. Mas o tamanho dos carros por pouco não causa problemas para a escola. Na concentração, o terceiro carro alegórico era tão alto que os destaques não conseguiram se posicionar, que gerou um vazio no início da avenida. No final dos desfiles, a passagem das alegorias pela torre destinada aos fotógrafos gerava expectativa e apreensão no público, após o incidente acontecido com a Mangueira. Alguns destaques, com fantasias mais altas, tiveram dificuldades, mas não houve incidentes.