Imperatriz Leopoldinense mostra as riquezas do Pará

Estadão

12 Fevereiro 2013 | 02h20

Heloisa Aruth Sturm – O Estado de S.Paulo

A Imperatriz Leopoldinense trouxe a cultura marajoara para a Sapucaí. Com o enredo Pará – o Muiraquitã do Brasil, a quinta escola a desfilar no segundo dia de exibições do Grupo Especial no Rio fez uma viagem pelo norte do País para mostrar sua natureza, comidas típicas, pontos turísticos, os ritmos e festas religiosas, como o Círio de Nazaré.

[galeria id=5829]

+ ESPECIAL: saiba tudo sobre o Carnaval 2013
+ Sobrevoo virtual mostra estrutura da Sapucaí; assista

Confira os destaques do desfile:

03h17 – HELOISA ARUTH STURM: A bateria entrou no setor popular, que precede o desfile na avenida, sem a rainha de bateria Cris Vianna. Ela tem a difícil missão de substituir Luiza Brunet, que manteve um reinado de 17 anos à frente da escola. “Estou com o coração acelerado, mas não me sinto pressionada. Carnaval é uma grande festa e eu pretendo viver o hoje”, disse, na concentração. Sua fantasia representa a riqueza do Pará.

1 rainha_1.jpg

03h29 – HELOISA ARUTH STURM: Espera-se que o desfile dos carnavalescos Cahê Rodrigues, Mario Monteiro e Kaká Monteiro leve a tradicional escola a se recuperar da tímida colocação no ano passado, quando terminou em 10º lugar.

03h38 – HELOISA ARUTH STURM: Personalidades paraenses estão presentes na avenida, como as cantoras Gaby Amarantos e Fafá de Belém, a atriz Dira Paes e o cantor Beto Barbosa.

03h52 – HELOISA ARUTH STURM: Fafá de Belém foi o elemento surpresa da comissão de frente da Imperatriz Leopoldinense. Ela surge como a mãe natureza no carro que representa uma grande floresta. Com coreografia de Alex Neoral, os dançarinos aparecem camuflados, como se estivessem se desgarrando da floresta e se caracterizando como humanos, numa mistura de indígenas e natureza.

1_fafa.jpg

04h06 – HELOISA ARUTH STURM: A Imperatriz Leopoldinense teve um problema no quinto carro alegórico, que representa o Mercado de Ver-o-peso. Um forte cheiro de queimado invadiu a pista do desfile e houve princípio de incêndio do lado esquerdo do carro. Mais de dez bombeiros tentam controlar a fumaça que sai da parte de baixo do carro. Aparentemente, houve superaquecimento.

04h17 – HELOISA ARUTH STURM: Um dos setores do desfile é dedicado às tribos indígenas localizadas no Pará. As atrizes de Tainá – A Origem, terceiro filme da série que mostra as aventuras da indiazinha na Amazônia, chegam como destaque no chão. A jovem Wiranu Tembé, de 8 anos, estava ansiosa para entrar na Sapucaí. “Achei bem legal. Nunca tinha desfilado antes. Tô feliz”. Ela vem acompanhada de Mayara Bentes, que interpreta Maya, mãe de Tainá no filme. “É a primeira vez em tudo: nunca desfilei, não era atriz… Tá sendo maravilhoso, uma experiência sensacional e diferente do mundo em que eu vivia”, disse Mayara.

1_menina.jpg

04h22 – HELOISA ARUTH STURM: A escola não poderia deixar de homenagear o ritmo que saiu do Pará e contagiou o Brasil na voz da cantora Gaby Amarantos: o tecnobrega. Ela vem em destaque no sexto carro. Os minutos finais do desfile trazem as festas religiosas do Estado. O último carro é um altar para a Virgem de Nazaré, celebrada na região.