Mocidade Alegre repete vitória de 2012 e é campeã do carnaval 2013 em São Paulo

Estadão

12 Fevereiro 2013 | 16h54

Em uma apuração disputada e decidida no último quesito, a Mocidade Alegre repetiu a vitória do ano passado e saiu como a grande vencedora do carnaval de São Paulo em 2013, com 268,9 pontos. Este é o nono título da Mocidade. A escola ficou empatada com a Rosas de Ouro, mas pelo primeiro critério de desempate das notas, o Enredo, acabou levando o troféu. Na outra ponta da tabela, a Vila Maria e Mancha Verde somaram menos pontos e foram rebaixadas.

A presidente da Mocidade Alegre, Solange Cruz Bichara, não parava de chorar ao final da apuração do Grupo Especial do carnaval de São Paulo. “Não consegui ver nada, só orei. Não sei qual foi o detalhe, qual foi a diferença que nos deu a vitória”, afirmou Solange. “Não sei nem o que falar, vou usar uma frase que sempre uso na escola: ‘a vitória vem da luta. A luta vem da força, e a força, vem da união”, disse a dirigente.

Veja também

+ NOTAS: Veja o placar da apuração em SP

Já Angelina Basílio, presidente da Rosas de Ouro, parabenizou a escola pela segunda colocação. Ela não escondeu, porém, a frustração com a pontuação dada por alguns jurados. “Carnaval é assim. A gente não entende direito alguns jurados. Tem algumas notas aí que eu não entendi. A Rosas foi perfeita. Não é 0,1 que vai tirar o brilho da minha equipe.”

Sob lágrimas, integrantes da Rosas de Ouro ouviram as duas últimas notas dadas ao enredo da escola. Enquanto as notas era ditas, o ritmista Luis Lacerda dizia ao microfone: “Vamos acreditar!”. Assim que a Micidade Alegre foi declarada campeã, o discurso mudou. “Nosso trabalho foi feito. Moralmente, somos campeões”, disse Lacwrda.

O terceiro lugar foi muito comemorado por integrantes da  Águia de Ouro, que ficou em terceiro lugar, com 268,7 pontos. A agremiação perdeu 1,1 ponto por ter estourado o tempo do desfile em um minuto. “Teve um gostinho de primeiro lugar. Se a gente não perde esse ponto no começo, a gente era campeão com sobra”, declarou o mestre Juca, mestre de bateria da escola.

Sem torcida

A apuração dos votos do carnaval paulistano foi realizada nesta terça-feira, 12, no sambódromo do Anhembi, às 16 horas. No entanto, está vedada a participação do público no evento para evitar incidentes como o do ano passado.

Em 2012, a Império de Casa Verde foi o epicentro de uma briga na apuração. Um de seus torcedores invadiu a área reservada e destruiu as cédulas com as notas das escolas. A invasão provocou um tumulto que se estendeu para a área externa do sambódromo com carros alegóricos destruídos.

O clima da apuração foi tranquilo. Os integrantes da Nene de Vila Matilde comemoram bastante as notas. A escola retornou ao grupo especial neste ano.