São Clemente leva enredo de novelas à Sapucaí

Estadão

11 Fevereiro 2013 | 19h50

Antonio Pita – O Estado de S.Paulo

A São Clemente abusou das paradinhas e da irreverência em sua passagem pela Sapucaí no segundo dia de desfiles no carnaval do Rio, nesta segunda-feira, dia 11. Foram cinco paradinhas ao longo do desfile, que fizeram os integrantes da escola cantarem o samba Horário Nobre, sobre as novelas brasileiras. Mas o público do sambódromo não entrou no clima de `vale a pena ver de novo’, e não acompanhou o coro do samba em muitos momentos, tirando o brilho do desfile da escola.

[galeria id=5825]

+ ESPECIAL: saiba tudo sobre o Carnaval 2013
+ Sobrevoo virtual mostra estrutura da Sapucaí; assista

Confira os destaques da escola:

20h48- ANTONIO PITA: A escola já está na concentração, se preparando para entrar na avenida, relembrando desde clássicos como Irmãos Coragem, Roque Santeiro, Que Rei Sou Eu, Escrava Isaura, até fenômenos recentes, como Avenida Brasil.

20h53 – ANTONIO PITA: A São Clemente já esquenta os tambores na avenida. A Fiel bateria acaba de se apresentar para o setor um, antes do início do desfile. Os ritmistas estão vestidos de rosa, em homenagem  ao personagem Crô, vivido por Marcelo Serrado em Fina Estampa. O ator também vai desfilar, mas sem fantasia. “Eu não vinha, mas na última hora não resisti. É bonito quando o personagem fica maior do que você. Não tem nada a ver com a sexualidade dele, ele agradou  a todos”, contou o ator.

1 bateria_2.jpg

21h10 – ANTONIO PITA: Com um pequeno atraso de dez minutos, a São Clemente acaba de iniciar oficialmente seu desfile com o enredo Horário Nobre. A escola traz na comissão de frente uma grande televisão com telões de LED. De dentro da caixa, saem personagens marcantes das novelas, como Gabriela, Odete Roitman, Sinhozinho Malta, Perpétua, entre outros.

1_comissao.jpg

21h23 – ANTONIO PITA: O segundo tripé da escola, que reproduz a cena em que Gabriela sobe no telhado de uma casa tem problemas na entrada da Sapucaí. A alegoria sofreu um apagão e a escola pode se prejudicar.

21h30 – ANTONIO PITA: O primeiro casal de mestre-sala e porta-bandeira está vestido de vampiros, em referência a novela Vamp.

21h34 – ANTONIO PITA: Na frente do segundo carro alegórico, a escola inovou no seu destaque de chão. Marquete Andrade é o primeiro destaque masculino. Com uma fantasia de pavão, ele está simbolizando a exuberância de Tieta do Agreste, tema da segunda alegoria.

21h47 – ANTONIO PITA: Para escolher quais novelas retratar, o carnavalesco Fábio Ricardo fez uma pesquisa nas ruas para saber a preferência do público. A escola desfila com mais de três mil integrantes e oito carros alegóricos.

1 gabriela_1.jpg

21h56 – ANTONIO PITA: A irreverência é uma das marcas da São Clemente. A escola aposta nas brincadeiras com o público. Em diversas alas, homens travestidos encarnam espectadores e personagens das novelas. Outra marca do desfile são as paradinhas da bateria. Já foram três bossas, com a bateria completamente parada no refrão do samba. Mas o público não está acompanhando o coro dos integrantes da escola.

22h09 – ANTONIO PITA: Este é o segundo desfile da São Clemente no Grupo Especial. A escola surgiu em 1961, e chegou ao grupo de acesso no ano passado. Com um enredo sobre musicais, a escola ficou em 11ª lugar.

22h11 – ANTONIO PITA: Apesar do bonito desfile, a escola tem pequenos problemas. O forte calor na Sapucaí e o peso das fantasias estão castigando as baianas. Duas componentes da ala passaram mal e foram retiradas da passarela. Em outras alas, os integrantes desfilam segurando chapéus e partes das fantasias, que estão se desfazendo e ameaçam cair na avenida.