A sétima face do dado*

A sétima face do dado*

Paulo Rosenbaum

05 Fevereiro 2017 | 14h05

IMG_7541

Foto – Mirroscópio – PR

“A sétima face do dado”-   livro de George Hugnet cuja capa foi desenhada por Marcel Duchamp.

A sétima face do dado é um lance

onde exaltam-se imprevisíveis

misturam-se cardumes automáticos, irreflexivos

e as aves, pairam, apontando o cardo,

fresta, o sonho da esfera mestra

A sétima face do dados manifesta-se

num mundo de soslaios, nos balaios de impensáveis

mostram-se fendas, escarpas e encostas

inunda o universo com uma só aposta

a sétima face do dado exalta ideias não nascidas.

inculca surpresas não resumidas

desarticula normas, exaure formulas, desdenha formas

a sétima face do dado, o último destino

interno e intenso, oscilante e apenso

para fincar marcas neste mundo,

antes de sermos desalojados pelo incerto,

asteroides erráticos ou histriônicos lunáticos

a sétima face do dado é nossa teimosia

é a obsessão em permanecer

apesar de todas as evidencias contrárias

do solo carregado de lamentos

aos porões embotados pelo acumulo

das narrativas infundadas

aos embargos cerebrais dos fármacos

a sétima face do dado

liberta o tabuleiro viciado

é seu efeito fantasma

a criação do instante

sua paralisia do tempo,

monumento ao momento.

 

 

 

 

 

 

 

 

Salvar

Salvar