Entrevista concedida a Alexandre Machado – Rádio Cultura FM – “Com a palavra, o livro”

Paulo Rosenbaum

17 de junho de 2014 | 07h36

O médico e romancista Paulo Rosenbaum apresenta sua literatura ligada à temática das tradições

Ele participa da coluna Com a palavra, o livro e divulga seu novo projeto que ainda busca uma editora para publicá-lo

Literatura

16/06/14 16:21 – Atualizado em 16/06/14 16:30

(Foto: Divulgação)

O médico, poeta e romancista Paulo Rosenbaum  teve seu primeiro romance, intitulado “A Verdade Lançada ao Solo”, lançado em 2010. O livro publicado pela editora marcou sua estreia na ficção. A temática é a tradição judaica e o questionamento do lugar do homem na Terra, aplicando judaísmo e filosofia a fatos históricos.

Com a boa repercussão de sua primeira obra de ficção e uma resenha que será publicada em 2015 no “Handbook of Latin American Studies”, uma publicação da Biblioteca do Congresso, Washington, D. C Vol. 60,  ele ganhou uma bolsa literária para escrever em Israel, que resultou em uma experiência única com andanças e contato com autores locais. Lá, buscou capturar o estado das coisas no país. Após escrever o texto, está em busca de uma editora que apoie seu novo projeto e o publique. “É uma discussão sobre a ressignificação da tradição. Como judeu brasileiro tive a vivência de um retorno às raízes, e queria entender melhor minha própria experiência”, diz o médico e escritor em entrevista no De Volta ‘Pra’ Casa.

“Acabei escrevendo uma ficção,  um livro que remete a tradição do primeiro homem, o homem primordial. Conta a tradição talmúdica que os corpos de Adão e Eva estão enterrados na Tumba dos Patriarcas, numa cidade particularmente conflituosa de Israel. Acabei indo para lá e acabei vivendo o clima, descobrindo aspectos únicos e muito curiosos, que marcam aquele lugar, numa das cidades mais antigas da Terra”, conta. A metáfora desta primeira genealogia serviu para construir seu personagem, um herói acidental que rastreará obsessivamente as pistas filosóficas e arqueológicas. Como sugestão para a coluna Com a palavra, o livro, ele deixou duas referências que o marcaram: ‘Jó’, de Joseph Roth e ‘A queda’, de Albert Camus.

Ouça:

http://culturafm.cmais.com.br/de-volta-pra-casa/o-medico-e-romancista-paulo-rosenbaum-apresenta-sua-literatura-ligada-a-tematica-das-tradicoes

Tendências: