Minha folia é você

Minha folia é você

Paulo Rosenbaum

13 de fevereiro de 2015 | 13h35

folia

 

 

Minha folia é você

 

Minha folia é você

No momento,  fica

Não prometo nada

E se disserem sosseguem,

Negaremos

 

A folia transita num violino

Compromissadamente perdido

Comprovadamente visível

Concomitantemente relapso

 

A folia está nas nuvens,

Nas milhas náuticas

Nos pulsos indomáveis

Que esquecem tudo, juntos

 

Num particular anticarnaval

Nesse mar sem muros

Na fome da entrega

Toda e qualquer latitude

Deita folia em teu corpo.

 

 

Tudo o que sabemos sobre:

anticarnavalminha folia é você

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.