Marca propõe a cocriação como futuro da moda

Marca propõe a cocriação como futuro da moda

Silvia Feola

20 Fevereiro 2017 | 11h26

awaytomars2

Away to Mars

 

Com sede em Lisboa e Londres, Away to Mars é uma marca fundada por brasileiros radicados na capital inglesa.

De acordo com o próprio site, a marca funciona como uma “comunidade online de vestuário”, na qual o início do processo de criação das peças pode ser potencialmente compartilhado por todos os clientes.

Como uma plataforma de cocriação, todos podem participar da concepção da coleção enviando suas ideias. Para isso não é preciso trabalhar com moda ou saber desenhar um croqui.

As ideias mais inovadoras e interessantes são escolhidas para integrarem a coleção.

Os conceitos e desenhos enviados são avaliados por um algoritmo criado pela marca, que revela aqueles com mais potencial de mercado por meio de quantidade de votos, interação e feedback dos usuários.

As peças selecionadas ganham uma campanha de crowdfunding. Os itens passam por um modelo de pré-venda no site da marca: o que é pré-vendido com sucesso é o que será produzido. Uma iniciativa que otimiza custos e recursos.

Uma vez prontos, os produtos começam a ser distribuídos e os lucros da venda são compartilhados com aqueles que colaboraram no processo de criação.

Tudo começou com a pesquisa de mestrado de Alfredo Orobio, um dos sócios-fundadores da marca.

Uma das propostas de Orobio era mapear como as pessoas compartilhavam informações criativas nas mídias sociais. Foi quando percebeu que “uma quantidade muito interessante de ideias e informações acabavam se perdendo por falta de apoio, mercado, oportunidade e, principalmente, por falta de conhecimento técnico da indústria”.

Daí a ideia de criar um ambiente em que as pessoas pudessem trocar conhecimento e informação, cujo intuito final seria chegar, por um trabalho de criação conjunta, a um produto de moda realmente interessante.

Hoje a Away to Mars conta com a participação de mais de 5 mil usuários, de 87 países diferentes.

“Nossa missão é dar oportunidade para pessoas com boas ideias e, principalmente, estimular a cocriação entre pessoas que normalmente não frequentariam os mesmo lugares. Um super mix de culturas, estéticas e perspectivas, mas um ideal comum de cocriação”.

Dentro desse coletivo de ideias, o principal desafio como marca é criar uma linha comum a todos os produtos, formando uma coleção cuja linguagem expresse uma identidade própria da marca.

“Tentamos achar uma coerência na escolha dos materiais e tentamos criar peças que liguem uma cocriação à outra”, explica Orobio.

Participando da Lisboa Fashion Week desde 2015, Away to Mars certamente lança uma tendência inovadora na moda, que já conta com tentativas pontuais de colocar em prática a criação personalizada de produtos.

awaytomars1

Outono/Inverno 2016-17

awaytomars3

Primavera/Verão 2016