Kiss poderia copiar Blue Man e virar atração fixa em Las Vegas

Kiss poderia copiar Blue Man e virar atração fixa em Las Vegas

Edmundo Leite

21 de novembro de 2014 | 08h00

A mais divertida e cafona das bandas de rock na mais cafona e divertida das cidades. Feitos um para o outro, o Kiss e a meca dos cassinos americanos se juntaram neste mês de novembro para uma “residência” do conjunto no Hard Rock Cafe Hotel & Casino. As duas últimas apresentações de Gene Simmons e Paul Stanley e os seus funcionários Eric Singer e Thommy Thayer na casa de shows dentro hotel-cassino acontecem neste fim de semana (22 e 23/11) com ingressos de 50 a 225 dólares.

kissemlasvegas

O show é aquele mesmo de sempre do Kiss, cheio de efeitos visuais e pirotecnias emoldurando os clássicos da banda. Mas como é num espaço bem menor e confortável que os tradicionais e gigantes palcos do grupo em estádios, a festa é garantida a noite toda com a proximidade da platéia a as outras atrações (bebida, comida e jogos) disponíveis no local.

O Kiss poderia aproveitar a estadia na cidade e fazer igual ao Blue Man Group, uma atração fixa de Vegas também com homens maquiados, e criar uma franquia com outras pessoas usando as maquiagens dos músicos tocando ao vivo, ou fazendo playback mesmo, como o próprio conjunto original já fez algumas vezes. 

Assim como o Kiss, o Blue Man Group nasceu em Nova York e ganhou o mundo com suas performances que misturam teatro, música e circo. O sucesso dos homens de azul foi tanto que a companhia se multiplicou em diversos grupos que fazem o mesmo espetáculo em cidades diferentes simutaneamente.  

Conhecidos também por sua visão de negócios e empreendedorismo, como Gene Simmons e Paul Stanley não pensaram nisso antes? Ou será que pensaram e a gente não percebeu?

bluemanlasvegas

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: