Dicas de infografia para quem está começando
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Dicas de infografia para quem está começando

Em um mundo onde é cada vez mais difícil prender a atenção dos leitores, saber pensar e criar Infográficos passa a ser uma obsessão para o jornalismo. Mas como os estudantes podem começar a se aventurar por essa área do jornalismo, que requer um conhecimento técnico bastante específico?

Redação

23 Outubro 2013 | 17h43

Marcelo Osakabe

Em um mundo onde é cada vez mais difícil prender a atenção dos leitores, saber pensar e criar Infográficos passa a ser uma obsessão para o jornalismo. Mas como os estudantes podem começar a se aventurar por essa área do jornalismo, que requer um conhecimento técnico bastante específico?

O infografista Luiz Iria, ganhador de mais de 30 prêmios Malofiej (o maior prêmio de infografia no mundo) e largamente reconhecido pelas infografias que produziu para a revista Superinteressante e outras publicações da Editora Abril, dá dicas. Primeiro, o trabalho de infografia na redação é sempre dividido entre o designer e o jornalista. Há uma equipe de três, cinco pessoas que produzem cada peça. Então não é absolutamente necessário ter conhecimentos de programa de edição como o Illustrator. “Mas se o jornalista quiser pensar melhor como traduzir a informação graficamente, recomendo ter noções de desenho, ou um curso. Isso ajuda a pensar a informação de outra forma”, afirmou, durante a Semana Estado de Jornalismo.

Luiz Iria, infografista (Foto: Felipe Resk)

Segundo, consumir e estar de olho no que se produz de infografia aqui e lá fora é um bom exercício para quando se quer trabalhar com a ferramenta nos jornais laboratórios da faculdade, mas não se sabe nem como ou o que fazer. Segundo Luiz, os jovens jornalistas podem ficar de olho nos trabalhos de alguns designers como Marco Vergotti, Alberto Cairo, John Grimwade e Gerson Mora, além, é claro do seu próprio trabalho (Luiz Iria).

Outro bom site que conta com uma ótima base de dados de estilos, portfólios e tudo o mais é o Visual Loop e do português Tiago Veloso. O Malofiej produz ainda um anuário com os melhores infográficos produzidos mundialmente, que pode ser comprado no seu site ou em um app gratuito para iPad.