As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Diretor de Conteúdo do Estadão aponta diferencial para jovens jornalistas

Redação

22 Outubro 2013 | 18h22

Vivian Codogno

Na era das mídias digitais e da convergência daa plataformas de informação, o Diretor de Conteúdo do Grupo Estado, Ricardo Gandour, defende que uma formação humanista sólida é fundamental para o trabalho jornalístico de qualidade.

É necessário dominar as diversas ferramentas disponíveis para a disseminação de conteúdo – impresso, televisão, web, mídias sociais – mas, de acordo com Gandour, é preciso ter diferenciais que vão além da formação técnica. “Precisamos de jornalistas que reflitam sobre o seu trabalho e que dominem o método de compor uma notícia, não importa qual seja a plataforma”, reforçou, durante sua participação na Semana Estado de Jornalismo.

Para o Diretor, é indispensável que o estudante de jornalismo desenvolva também uma formação sólida em questões humanísticas, como senso de justiça e pensamento crítico em relação à própria profissão. “Isso significa ler obras clássicas, buscar conhecimento em filosofia da linguagem, dominar técnicas narrativas. Enfim, ferramentas que nos ajudem a identificar as necessidades do leitor”, finaliza Gandour.