Fabio Sales: o homem que desenhava (e programava)
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Fabio Sales: o homem que desenhava (e programava)

Carla Miranda

21 Outubro 2015 | 18h06

O diretor de arte do Grupo Estado, Fabio Sales, em palestra na Semana Estado de Jornalismo. Foto: Luciana Amaral

O diretor de arte do Grupo Estado, Fabio Sales, em palestra na Semana Estado de Jornalismo. Foto: Luciana Amaral

Por Thales Schmidt

“O foco hoje é a produção digital”, diz Fabio Sales, diretor de arte do Grupo Estado. Responsável tanto pela arte do jornal na internet quanto no impresso, Sales afirma que “com a web, sua imaginação é o limite”.

Para Sales, o desafio atual da infografia é conciliar conteúdo e forma para criar um produto atraente. Com ela, o objetivo é passar a informação de maneira mais simples e direta para o leitor. “A infografia é uma linguagem jornalística, um misto de vários tipos de linguagem”, analisa o infografista.

Formado pela UERJ em 1996, Sales começou a trabalhar com jornalismo um ano após a conclusão do curso de design industrial, no jornal “O Dia”. Com passagens pelos jornais O Globo, Correio Brasiliense e pelo português Diário de Notícias, o atual coordenador de arte do Estadão integra um núcleo de 14 profissionais.

O diretor de arte do Grupo Estado considera o jornal New York Times “imbatível” na infografia, principalmente na frente digital. O inglês The Guardian e os espanhóis El País e El Mundo são também referências do gênero.