‘Heróis do Clima’, uma HQ sobre o futuro
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

‘Heróis do Clima’, uma HQ sobre o futuro

Redação

11 de junho de 2015 | 19h09

Por Luiza Facchino e Mariana Lima

Cientistas que tentaram, por décadas, alertar a população mundial sobre as mudanças climáticas tornam-se os “Heróis do Clima”, em uma HQ narrada com o pé no futuro. A história, idealizada pelo jornalista Matthew Shirts e realizada pelo cartunista Caco Galhardo, foi tema de debates do quarto dia da 3ª Semana Estado de Jornalismo Ambiental.

Matthew Shirts, que já atuou como redator-chefe da National Geographic Brasil, conta que a história surgiu como a ideia de uma pauta jornalística. “Eu conversava com um amigo sobre mudanças climáticas quando ele me questionou como os cientistas levantavam os dados sobre essas alterações foi quando eu estive o estalo: ‘aí está uma pauta, aí está uma boa história para contar’ e então decidimos colocar os cientistas como centro da história, como os heróis que tentaram nos alertar sobre as mudanças do clima”, disse.

Matthew Shirts e Caco Galhardo, autores da HQ

Matthew Shirts e Caco Galhardo, autores da HQ “Heróis do Clima”

 As primeiras páginas da HQ relata a conversa saudosa entre ex-terráqueos moradores de uma colônia em Marte. “O começo da história dá uma ideia ‘apocalíptica’ do que poderá acontecer com a Terra até 2070 (ano que se passa a história). Estamos vivendo uma mudança que, de fato, tem características apocalípticas e a nossa ideia é chamar a atenção para isso desde o começo do livro”, contou  Mathew.

Durante seis meses, o cartunista Caco Galhardo adaptou pesquisas científicas em um roteiro que agrada leitores de todas as idades. “O principal desafio foi de como abordar um assunto tão científico em uma leitura bem coloquial. Queríamos contar de um jeito diferente do livro de biologia, geografia, queríamos contar de um jeito jovem mesmo”, completou.

A HQ está disponível em três línguas e de forma gratuita em uma versão online .

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: