Jornalismo na era digital: os novos caminhos encontrados pela imprensa
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Jornalismo na era digital: os novos caminhos encontrados pela imprensa

Pelo WhatsApp ou newsletter, jornalistas apresentam formas de levar a informação ao leitor que utiliza smartphones

Redação

24 Outubro 2017 | 19h08

Pedro Doria (esq) e Luis Bovo explicam utilização de Whatsapp e newsletter para fazer notícias chegarem ao leitor

Por Jonathas Cotrim

De acordo com a Reuters, 65% dos brasileiros usam o celular para ler notícias, o que leva o jornalismo a buscar formas de se adaptar ao leitor da era digital. Para discutir o assunto e apresentar caminhos que já são explorados pela imprensa, os jornalistas Pedro Doria, da newsletter Meio, e Luis Fernando Bovo, editor de conteúdos digitais do Estadão, conversaram com estudantes na 12ª Semana Estado de Jornalismo.

De olho nos aplicativos e mensagens de celular, jornais e repórteres procuram formas alternativas de levar a notícia. O Estadão, por exemplo, optou por investir em listas de transmissão que levem manchetes e os links das principais notícias por meio do WhatsApp, aplicativo usado por 45% dos brasileiros para se informar. “A lógica hoje é você chegar ao leitor. O leitor precisa ser provocado, você precisa ir até ele. Não tem como esperar que o leitor chegue até você. É necessário dar alternativas para ele”, explicou Bovo.

Um outro caminho aproveitado por Pedro Doria é a utilização de newsletter, notícias curtas e consideradas essenciais para manter o leitor informado sobre os acontecimentos do dia que são enviadas ao público por e-mail. A ideia é se encaixar na rotina digital dos assinantes e permitir acesso a informação. A leitura da newsletter do Meio, por exemplo, leva cerca de oito minutos.

Por meio da agilidade informacional, Doria acredita que o Meio tem a possibilidade de colocar em foco questões trazidas pela sociedade. “Essas não são discussões artificiais. Se tem tanta gente envolvida e emocionada com essas questões, então torna-se um assunto importante”, afirma.

Outro tema discutido foi a da polarização política, que está atrelada ao acesso às redes sociais. Para os jornalistas, manter a população informada é um caminho essencial para a manutenção da democracia. “O problema da polarização é achar que política é guerra e a única forma de vencer é derrotar o lado contrário, sendo que a lógica da democracia é chegar a um consenso”, disse Doria.

A Semana Estado de Jornalismo é voltada para estudantes de comunicação de todo o Brasil. Até sexta-feira (27), na auditório do Estadão, em São Paulo, serão realizadas debates sobre o tema “Jornalismo em Rede”.