Jornalismo não deve temer novas tecnologias, diz Scholz
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Jornalismo não deve temer novas tecnologias, diz Scholz

Com 30 anos de experiência em jornalismo impresso, Cley Scholz se transformou novamente em “foca” quando foi convidado a assumir o portal de Economia e Negócios do Estadão.

Redação

23 Outubro 2013 | 15h47

Marco Antônio Carvalho

Com 30 anos de experiência em jornalismo impresso, Cley Scholz se transformou novamente em “foca” quando foi convidado a assumir o portal de Economia e Negócios do Estadão. A novidade foi encarada com entusiasmo pelo profissional, que afastou o sentimento de pessimismo em relação a novas tecnologias: “Esse clima de que tudo vai dar errado por causa das transformações tecnológicas não se justifica.”

Scholz é um dos palestrantes do segundo dia da Semana Estado, que teve início na terça-feira, 22. Em debate, está o jornalismo econômico e também a inserção de novas tecnologias no cotidiano jornalístico. Sobre isso, o jornalista demonstra otimismo: “Enquanto há jornais fechando, portais de internet estão começando. Temos que saber como trabalhar com essas tecnologias para atrair o leitor.”

Cley Scholz, editor de Economia do portal do Estadão (Foto: Marco Antônio Carvalho)

O jornalista destacou a oportunidade de jovens jornalistas e estudantes escutarem profissionais consolidados no mercado. Ele parabenizou o esforço daqueles que vieram de outros estados para acompanhar as atividades. “Jornalismo também é saber aproveitar as oportunidades que surgem. E essa é uma delas bastante válida para ouvir jornalistas especializados”, disse.

A reinvenção do jornalismo impresso e os desafios apresentados com a ascensão da internet devem ser temas para debates na área por algum tempo, segundo Scholz. Para ele, os jornais buscam meios para se sustentarem financeiramente. Cita como exemplo, iniciativas do Estadão, como o Fóruns Estadão Regiões. “Você se alia com instituições que tem todo interesse de debater determinados temas”, disse.