Podcast: Nova era? O trunfo da esquerda na América Latina

Podcast: Nova era? O trunfo da esquerda na América Latina

Daniel Vila Nova, especial para o Estadão

21 de junho de 2022 | 00h10

Pela primeira vez na história, a Colômbia elegeu um presidente de esquerda. Gustavo Petro, 62, venceu o pleito no domingo, dia 19, com 50,46% dos votos. Candidato da coalização política Pacto Histórico, o economista derrotou o populista de direita Rodolfo Hernández em uma disputa marcada pela polarização da sociedade colombiana. 

Petro já havia se candidatado ao cargo de presidente outras duas vezes e, antes disso, serviu como senador, prefeito de Bogotá e em sua juventude fez parte da guerrilha M-19, quando foi preso e exilado do país. O novo presidente parece seguir a guinada à esquerda que ocorre em boa parte da América Latina – México, Bolívia, Peru, Honduras, Cuba, Venezuela, Chile e Argentina, todos governados por partidos de esquerda. 

Em seu discurso, Petro prometeu realizar mudanças profundas na sociedade Colombiana, citando a paz e a segurança como um de seus principais objetivos. Apesar da vitória, ele não terá maioria no legislativo, que é controlado pela centro-direita tradicional do país, e dependerá de alianças para governar. A escolha por Petro, no entanto, não foi a única eleição histórica da noite. Pela primeira vez, uma mulher afrocolombiana foi eleita para a vice-presidência do país. A líder social Francia Márquez mobilizou jovens, mulheres, movimentos sociais e os indígenas e tem como destaque o seu discurso ambientalista. 

Em suas redes sociais, o ex-presidente Lula parabenizou a eleição de Petro e celebrou mais uma vitória da esquerda na região. Já o clã Bolsonaro se mostrou preocupado com a mudança de direção política da América Latina, e tratou de usar o fato para defender que o Brasil permaneça como o último refúgio da direita no continente.

No episódio desta terça-feira, 21, do ‘Estadão Notícias’, ouvimos a enviada especial do Estadão, Fernanda Simas, que acompanhou diretamente de Bogotá a vitória de Petro. Para falar sobre como as eleições colombianas podem afetar o Brasil, conversamos com Leandro Consentino, cientista político e professor do Insper.

O Estadão Notícias está disponível no Spotify, Deezer, Apple Podcasts, Google podcasts, ou no agregador de podcasts de sua preferência.

Apresentação: Emanuel Bomfim

Produção/Edição: Jefferson Perleberg, Bárbara Rubira, Gabriela Forte e Daniel Vila Nova

Montagem: Moacir Biasi

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.