A doutrina de Vélez Rodríguez: hino e slogan nas escolas; repórter comenta orientação do MEC no podcast ‘Estadão Notícias’
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

A doutrina de Vélez Rodríguez: hino e slogan nas escolas; repórter comenta orientação do MEC no podcast ‘Estadão Notícias’

Emanuel Bomfim

26 de fevereiro de 2019 | 06h00

A coleção de excentricidades de certas alas do governo do presidente Jair Bolsonaro ganhou um novo capítulo nesta segunda-feira (25). O Ministério da Educação enviou email para escolas públicas e particulares pedindo que os alunos fossem gravados cantando o hino nacional, perfilados diante bandeira brasileira. Os vídeos deveriam ser enviados ao governo. A revelação foi feita pela repórter especial do Estadão, Renata Cafardo, convidada de hoje do programa.

Ela relata mais detalhes da medida e como ela foi recebida pelo meio educacional. Além de um sentimento generalizado de incredulidade, conta Renata, o MEC estaria sujeito a uma série de processos judiciais por conta desta orientação – tanto pelo seu teor, quanto pelo fato das crianças serem gravadas sem autorização prévia.

 

Confira ainda os comentários de José Nêumanne Pinto na coluna “Direto ao Assunto”. O tema de hoje é a postura do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), ao exigir que seja apresentada logo a Projeto de Lei sobre a aposentadoria dos militares.

 

ESTAMOS DISPONÍVEIS NA DEEZER!

Os podcasts do Estadão são oferecidos para consumo gratuito no serviço de streaming Deezer. Para ouvir, basta fazer o login na plataforma. Uma vez logado, é só colocar no campo de busca o nome do programa (“Estadão Notícias”) que você terá acesso imediato a todo nosso histórico de publicações. Você também pode acessar diretamente clicando neste link.

 

OUÇA TAMBÉM NO SPOTIFY!

Os podcasts do Estadão também são oferecidos para consumo gratuito na plataforma de streaming Spotify. Para acessá-lo e passar a segui-lo, basta digitar o nome do programa (“Estadão Notícias”) no campo de busca. Ou pode clicar diretamente neste link.