A segunda onda de covid-19 na Europa; ouça no ‘Estadão Notícias’
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

A segunda onda de covid-19 na Europa; ouça no ‘Estadão Notícias’

Gustavo Lopes Alves

16 de outubro de 2020 | 00h10

A Europa vive uma segunda onda de contágios e mortes pelo novo coronavírus. A preocupação foi demonstrada em coletiva, esta semana, pela Organização Mundial da Saúde. 700 mil novos casos foram notificados na última semana na Europa. Um aumento de 34% em relação a semana anterior. Por isso, alguns países, com situações mais críticas, voltaram a adotar medidas restritivas. A França vai impor toque de recolher a partir das 21h. Portugal, Holanda e Bélgica limitaram o funcionamento de bares e restaurantes. Já a Itália, Espanha e Irlanda limitaram o número de pessoas que podem se encontrar.

Afinal, essa segunda onda já era prevista? Houve erro de planejamento nesses países? Essa nova onda vai atingir o Brasil? Na edição de hoje, vamos ouvir os relatos de algumas pessoas que vivem nestes países. Além disso, conversamos com o infectologista Daniel Wagner Santos, da Sociedade Paulista de Infectologia e do Hospital São Luiz, sobre a gravidade do problema.

OUÇA O ‘ESTADÃO NOTÍCIAS’ TAMBÉM NO YOUTUBE

Todas as edições deste podcast também são publicadas no canal do Estadão no Youtube. Para ouvir gratuitamente nesta plataforma, é só clicar aqui.

ESTAMOS DISPONÍVEIS NA DEEZER!

Os podcasts do Estadão são oferecidos para consumo gratuito no serviço de streaming Deezer. Para ouvir, basta fazer o login na plataforma. Uma vez logado, é só colocar no campo de busca o nome do programa (“Estadão Notícias”) que você terá acesso imediato a todo nosso histórico de publicações. Você também pode acessar diretamente clicando neste link.

OUÇA TAMBÉM NO SPOTIFY!

Os podcasts do Estadão também são oferecidos para consumo gratuito na plataforma de streaming Spotify. Para acessá-lo e passar a segui-lo, basta digitar o nome do programa (“Estadão Notícias”) no campo de busca. Ou pode clicar diretamente neste link.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: