A vaga de vice de Bolsonaro e Alckmin como ‘noiva das eleições’; ouça no ‘Estadão Notícias’

Por Gustavo Lopes

03 de dezembro de 2021 | 00h10

Bolsonaro conseguiu colocar o seu ministro “terrivelmente evangélico” no Supremo Tribunal Federal (STF), mas o desfecho feliz para o governo só aconteceu após pressão de deputados e lideranças evangélicas sobre o Senado Federal.

No entanto, o grupo quer mais participação dentro do governo, e na campanha de Jair Bolsonaro nas eleições de 2022. A reivindicação é para que o presidente escolha um vice evangélico para disputar mais um mandato. Um nome que é ventilado nos corredores do Palácio do Planalto é o do atual ministro das Comunicações, Fabio Faria.

De olho em 22, Lula continua tentando costurar uma chapa com o ex-governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, que deve se filiar ao PSB. Um levantamento do partido mostra que o petista ganharia votos em São Paulo com o apoio do ainda tucano, que comandou o estado por quatro mandatos.

Já o atual governador de São Paulo, João Doria, que venceu as prévias do PSDB para concorrer à presidência pelo partido, informou que vai se encontrar com o ex-ministro da Justiça Sérgio Moro, pré-candidato pelo Podemos. Uma aliança entre os dois não é descartada.

Esses são os temas que guia nossa conversa quinzenal do “Poder em Pauta” com os jornalistas que acompanham o dia a dia da política, em Brasília. Participam no episódio de hoje do ‘Estadão Notícias’ Vera Rosa e Felipe Frazão, diretamente da capital federal.

O Estadão Notícias está disponível no Spotify, Deezer, Apple Podcasts, Google podcasts, ou no agregador de podcasts de sua preferência.

Apresentação: Emanuel Bomfim.

Produção/Edição: Gustavo Lopes, Jefferson Perleberg e Ana Paula Niederauer

Sonorização/Montagem: Moacir Biasi.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.