As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Após 3 meses, China está perto do fim da epidemia? Ouça no ‘Estadão Notícias’

Gustavo Lopes Alves

30 de março de 2020 | 05h00

Após 3 meses em que o mundo passou a conhecer o novo coronavírus, através de uma comunicação da China à OMS, o país tenta voltar a normalidade depois de conseguir diminuir o número de transmissões diárias da Covid-19.  Mesmo assim, novos casos preocupam as autoridades chinesas e mostram que todo cuidado é pouco em relação a doença. Afinal, como está a vida na China após esses três meses de combate ao coronavírus? Como a China lidou com a doença em termos políticos e econômicos? O que o Brasil deve tomar como lição do que ocorreu no país asiático?

Na edição de hoje, brasileiros que vivem na China contam como está o dia-a-dia por lá. Conversamos também com o professor de Relações Exteriores da Universidade da China, Marcus Vinicius de Freitas. Na parte do combate ao vírus, batemos um papo com o infectologista da USP e da Faculdade de Medicina de Jundiaí, Roberto Focaccia.

OUÇA O ‘ESTADÃO NOTÍCIAS’ TAMBÉM NO YOUTUBE

Todas as edições deste podcast também são publicadas no canal do Estadão no Youtube. Para ouvir gratuitamente nesta plataforma, é só clicar aqui.

ESTAMOS DISPONÍVEIS NA DEEZER!

Os podcasts do Estadão são oferecidos para consumo gratuito no serviço de streaming Deezer. Para ouvir, basta fazer o login na plataforma. Uma vez logado, é só colocar no campo de busca o nome do programa (“Estadão Notícias”) que você terá acesso imediato a todo nosso histórico de publicações. Você também pode acessar diretamente clicando neste link.

OUÇA TAMBÉM NO SPOTIFY!

Os podcasts do Estadão também são oferecidos para consumo gratuito na plataforma de streaming Spotify. Para acessá-lo e passar a segui-lo, basta digitar o nome do programa (“Estadão Notícias”) no campo de busca. Ou pode clicar diretamente neste link.

 

NICOLAS ASFOURI/AFP

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.