ASMR: Técnica arrasta legiões com promessas até de orgasmo cerebral; ouça reportagem especial
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

ASMR: Técnica arrasta legiões com promessas até de orgasmo cerebral; ouça reportagem especial

Emanuel Bomfim

16 Setembro 2018 | 07h00

Um festival de vídeos com sussurros e sons esquisitos prometem curar a insônia, a ansiedade e até a depressão. Os youtubers mais ousados indicam um “orgasmo cerebral” para descrever a sensação de relaxamento obtida por pessoas sensíveis a ASMR, sigla para Autonomous Sensory Meridian Response.

 

Apesar de soar como um termo científico, há pouca ou nenhuma ciência por trás da denominação. O fato alimenta a desconfiança médica sobre os apelos milagrosos dos vídeos virais produzidos por gringos e brasileiros.

 

Os arrepios, o frio na barriga ou o formigamento na cabeça e na nuca que alguns admitem sentir ao ouvir sabonetes sendo cortados ou pessoas cochichando são potencializados pelo efeito 3D dos áudios. Segundo os fãs da técnica, a experiência que você está prestes a se submeter neste podcast tem um quê de imersão cinestésica e pode te conduzir a um sono profundo.

 

A febre tem encontrado eco em dados preocupantes: seis em cada dez brasileiros têm dificuldade para dormir e estudos da Organização Mundial da Saúde relatam que 45% da população do planeta apresentam algum distúrbio do sono.

 

A reportagem especial da jornalista Carolina Ercolin te guia pela terceira dimensão do ASMR em uma viagem sonora, que ainda resgata recursos explorados no século passado para transportar o espectador para outra realidade.

Youtuber Adlipe ASMR. Foto: Reprodução do YouTube

 

Youtuber Maria gentle whispering. Foto: Reprodução do YouTube.

 

Youtuber Sweet Carol. Foto: Reprodução do YouTube.

 

Youtuber zeitgeist ASMR. Reprodução do YouTube.

 

ESTAMOS DISPONÍVEIS NA DEEZER!

Os podcasts do Estadão são oferecidos para consumo gratuito no serviço de streaming Deezer. Para ouvir, basta fazer o login na plataforma. Uma vez logado, é só colocar no campo de busca o nome do programa (“Estadão Notícias”) que você terá acesso imediato a todo nosso histórico de publicações. Você também pode acessar diretamente clicando neste link.

 

OUÇA TAMBÉM NO SPOTIFY!

O ‘Estadão Notícias’ é um dos poucos podcasts disponibilizados na plataforma de streaming Spotify. Para acessá-lo e passar a segui-lo, basta digitar o nome do programa (“Estadão Notícias”) no campo de busca. Ou pode clicar diretamente neste link.

 

Mais conteúdo sobre:

asmrinsoniaruidos