Barrados na fronteira: o drama dos brasileiros nos EUA; ouça no ‘Estadão Notícias’

Barrados na fronteira: o drama dos brasileiros nos EUA; ouça no ‘Estadão Notícias’

Por Jefferson Perleberg

21 de outubro de 2021 | 00h10

A chegada de imigrantes brasileiros aos EUA ilegalmente começou a crescer a partir de 2015. O grande pico nas apreensões pela patrulha fronteiriça aconteceu em 2019, quando passou de 1,6 mil casos no ano anterior para 18 mil, segundo os registros do país.

Diferente de outros imigrantes, os brasileiros evitam a travessia pela barragem de Morelos, no Texas, onde a maioria que chega vem da América Central. Desde outubro de 2020, mais de 37 mil famílias brasileiras foram detidas nos Estados Unidos, de um total de 50 mil brasileiros que chegaram ilegalmente pelo México.

Parte desses brasileiros chega de avião na Cidade do México, onde pega um outro voo para Mexicali, que fica próxima à fronteira com os Estados Unidos, e é uma das principais rotas de tráfico de drogas. E é daí que começa a jornada mais difícil dessas pessoas. Dali, os imigrantes seguem de carro até Los Algodones para a travessia a pé até Yuma.

Alguns brasileiros chegam a pagar cerca de 15 mil dólares a coiotes para atravessar a fronteira, o que dá mais de R$ 80 mil pela viagem. Com voos rasantes, helicópteros dos EUA tentam encontrar os criminosos que conduzem os imigrantes.

A maioria dos imigrantes que consegue cruzar a pé a fronteira comemora ao ver os agentes americanos, pois além de receber água e comida, é uma chance de conseguir asilo no país.

No episódio do Estadão Notícias desta quinta-feira, vamos ouvir áudios exclusivos captados na fronteira entre México e EUA e destes imigrantes que tentam entrar no país. Também vamos conversar com quem viajou até o local e fez esses registros, a repórter correspondente do Estadão nos Estados Unidos, Beatriz Bulla.

O Estadão Notícias está disponível no Spotify, Deezer, Apple Podcasts, Google podcasts, ou no agregador de podcasts de sua preferência.

Apresentação: Emanuel Bomfim

Produção/Edição: Gustavo Lopes, Jefferson Perleberg e Ana Paula Niederauer.

Sonorização/Montagem: Moacir Biasi

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.