Bolsonaro exagera no uso político do futebol? Ouça no ‘Estadão Notícias’
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Bolsonaro exagera no uso político do futebol? Ouça no ‘Estadão Notícias’

Gustavo Lopes Alves

30 de julho de 2019 | 06h00

As idas do presidente Jair Bolsonaro aos estádios tem gerado um debate sobre a participação de políticos nas conquistas de clubes e também da seleção brasileira. Aliás, os campos de futebol tem se transformado também em uma espécie de termômetro sobre a popularidade de presidentes. Dilma Rousseff, por exemplo, sofreu com vaias em eventos esportivos no Brasil. Bolsonaro passa a sentir um misto de aprovação e rejeição. Afinal, usar o futebol para angariar popularidade pode soar como oportunista? Os clubes de futebol e a seleção brasileira devem evitar esse tipo de manifestação?

O programa de hoje traz um histórico de como a política e o futebol passaram a andar lado a lado, e a análise sobre essa situação com os jornalistas Celso Unzelte e Robson Morelli, editor de Esportes do Estadão.

 

OUÇA O ‘ESTADÃO NOTÍCIAS’ TAMBÉM NO YOUTUBE

Todas as edições deste podcast também são publicadas no canal do Estadão no Youtube. Para ouvir gratuitamente nesta plataforma, é só clicar aqui.

 

ESTAMOS DISPONÍVEIS NA DEEZER!

Os podcasts do Estadão são oferecidos para consumo gratuito no serviço de streaming Deezer. Para ouvir, basta fazer o login na plataforma. Uma vez logado, é só colocar no campo de busca o nome do programa (“Estadão Notícias”) que você terá acesso imediato a todo nosso histórico de publicações. Você também pode acessar diretamente clicando neste link.

 

OUÇA TAMBÉM NO SPOTIFY!

Os podcasts do Estadão também são oferecidos para consumo gratuito na plataforma de streaming Spotify. Para acessá-lo e passar a segui-lo, basta digitar o nome do programa (“Estadão Notícias”) no campo de busca. Ou pode clicar diretamente neste link.

 

Foto: Wilton Junior/Estadão

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: