Brasileiros cruzam a fronteira em busca do diploma médico; ouça no ‘Estadão Notícias’

AO VIVO

Acompanhe notícias do coronavírus em tempo real

As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Brasileiros cruzam a fronteira em busca do diploma médico; ouça no ‘Estadão Notícias’

Gustavo Lopes Alves

25 de setembro de 2019 | 06h00

Milhares de brasileiros, que sonham em estudar medicina, mas não conseguem arcar com mensalidades entre 6 e 10 mil reais, estão se aventurando em países vizinhos como Bolívia, Paraguai e Argentina. O que atrai esses estudantes além do valor do curso, é o fato de não precisar de vestibular para ingressar nas instituições de ensino. O número de brasileiros que resolvem seguir este caminho cresceu bastante nos últimos anos. O grande problema é que parte dessas instituições não tem habilitação para oferecer o curso ou possui estruturas precárias de ensino.

A repórter do Estadão Fabiana Cambricoli preparou um especial que será publicado nesta quarta, por volta das 16h, no portal do Estadão. Ela foi até Pedro Juan Caballero, na fronteira do Paraguai com o Brasil, conhecer os brasileiros que lá estudam e conta no “Estadão Notícias’ os bastidores dessa grande reportagem

 

OUÇA O ‘ESTADÃO NOTÍCIAS’ TAMBÉM NO YOUTUBE

Todas as edições deste podcast também são publicadas no canal do Estadão no Youtube. Para ouvir gratuitamente nesta plataforma, é só clicar aqui.

 

ESTAMOS DISPONÍVEIS NA DEEZER!

Os podcasts do Estadão são oferecidos para consumo gratuito no serviço de streaming Deezer. Para ouvir, basta fazer o login na plataforma. Uma vez logado, é só colocar no campo de busca o nome do programa (“Estadão Notícias”) que você terá acesso imediato a todo nosso histórico de publicações. Você também pode acessar diretamente clicando neste link.

 

OUÇA TAMBÉM NO SPOTIFY!

Os podcasts do Estadão também são oferecidos para consumo gratuito na plataforma de streaming Spotify. Para acessá-lo e passar a segui-lo, basta digitar o nome do programa (“Estadão Notícias”) no campo de busca. Ou pode clicar diretamente neste link.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.