Caminhoneiros: fundamentais para a economia do país. As operações nas estradas que “cuidam” desses profissionais. E ainda pegamos “carona” com um legítimo caminhoneiro. Ouça do especial mobilidade do podcast ‘Notícia No Seu Tempo’

AO VIVO

Acompanhe notícias do coronavírus em tempo real

As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Caminhoneiros: fundamentais para a economia do país. As operações nas estradas que “cuidam” desses profissionais. E ainda pegamos “carona” com um legítimo caminhoneiro. Ouça do especial mobilidade do podcast ‘Notícia No Seu Tempo’

Emanuel Bomfim

29 de fevereiro de 2020 | 05h00

Por Cadu Cortez e Adriana Cimino

Na edição de hoje (29), o podcast Notícia No Seu Tempo traz o “Especial Mobilidade”, com conteúdos sobre mobilidade urbana. Todos os sábados teremos programas dedicados a este universo. Novidades tecnológicas, informações sobre diferentes tipos de modais e soluções para melhorar a vida do pedestre são alguns dos assuntos que serão abordados.

De acordo com a Confederação Nacional do Transporte (CNT), os caminhoneiros movimentam 60% de toda a carga brasileira, percorrendo os 1,7 milhões de quilômetros de estradas pelo país. Mas como as estradas recebem esses profissionais? Saúde, educação, segurança, infraestrutura, programas de relacionamento, são temas que falaremos nessa edição. Conversamos com o coordenador médico do grupo CCR Marcelo Okamura que nos contou detalhes sobre as operações (e são muitas!) das estradas administradas pelo grupo. E ainda tem um bate-papo descontraído com Jair José Pereira, caminhoneiro com 20 anos de estradas, dentro e fora do Brasil.

 

SPOTIFY: OUÇA E ASSINE O NOTÍCIA NO SEU TEMPO

As edições do Notícia no Seu Tempo, podcast publicado de segunda a sábado, estão  presentes na plataforma de áudio Spotify. Para ouvir todas elas e passar a seguir as atualizações do programa, basta clicar aqui!

 

(foto: Aloisio Mauricio/Estadão Conteúdo)

Tudo o que sabemos sobre:

caminhoneiroscaminhãoccrsegurança

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: