Cantanhêde analisa atos de 1º de maio

Laís Gottardo

02 de maio de 2022 | 10h17

O presidente Jair Bolsonaro fez uma rápida participação no ato organizado em Brasília por seus apoiadores contra o Supremo Tribunal Federal (STF) e em defesa do deputado Daniel Silveira (PTB-RJ), que foi condenado a oito anos e nove meses de prisão por ataques à democracia, mas recebeu perdão presidencial. Ele não discursou. Já em São Paulo, sem participar presencialmente, Bolsonaro optou por enviar um vídeo transmitido por um telão na tarde deste domingo, 1º, a aliados que se reuniam na Avenida Paulista. O presidente falou em “lealdade” aos que acreditam em seu governo.

Já o ex-presidente Lula, após uma gafe cometida no sábado, 30, iniciou seu discurso no evento em comemoração ao 1° de maio com um pedido de desculpas aos policiais brasileiros. Lula havia dito que o presidente Jair Bolsonaro “não gosta de gente, gosta de policial” e foi atacado por adversários nas redes sociais. Neste domingo afirmou que, na verdade, queria dizer que Bolsonaro gosta “de milicianos”.

“As manifestações foram fraquinhas. Bolsonaro não deixou de prestigiar seu ‘núcleo duro’, mas não discursou pra não tensionar mais com o Judiciário. Lula falou para sua turma, mas está errático nas frases e precisando controlar mais a língua”, opina Eliane.

#PerguntePraEliane

Os ouvintes podem mandar perguntas para Eliane Cantanhêde pelas redes sociais da Eldorado e pelo WhatsApp no quadro #PerguntepraEliane. Para participar, basta encaminhar suas perguntas com essa hashtag para o perfil da Rádio Eldorado no Facebook, cujo endereço é facebook.com/radioeldorado. O perfil do Twitter é @eldoradoradio e do Instagram, @radioeldorado. O telefone para participar via WhatsApp é (11) 99481-1777.

ESTAMOS DISPONÍVEIS NA DEEZER!
Os podcasts do Estadão são oferecidos para consumo gratuito no serviço de streaming Deezer. Para ouvir, basta fazer o login na plataforma. Uma vez logado, é só colocar no campo de busca o nome do programa (“Editorial Estadão”) para você ter acesso imediato a todo nosso histórico de publicações. Você também pode acessar diretamente clicando neste link.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.