Conteúdo Patrocinado: #04 Caminhos da Energia

Conteúdo Patrocinado: #04 Caminhos da Energia

Da Redação

16 de novembro de 2021 | 17h00

Renovável, integrada e com menos carbono possível. Assim deve ser a matriz energética do Brasil para evitar futuras crises e superar a atual provocada pela seca que impacta a geração hidrelétrica, traz de volta a ameaça de um apagão e aumenta custos com a contratação de termelétricas de emergência.

Para especialistas no setor, mitigar e adaptar o sistema são palavras de ordem, no entanto, o país está aumentando a contratação de térmicas, deixando mais cara e mais suja a energia. Falta de planejamento e governança entre os motivos que têm sustentado o alto preço da energia e crises recorrentes, apontam especialistas.

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.