As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Decisão do TSE vai alavancar candidaturas de negros? Ouça no ‘Estadão Notícias’

Gustavo Lopes Alves

31 de agosto de 2020 | 06h00

O Tribunal Superior Eleitoral tomou uma importante decisão, que valerá para as eleições de 2022, com a intenção de diminuir a desigualdade racial na disputa pelas vagas nos Legislativos e Executivos do País. O dinheiro do fundo eleitoral e o tempo de propaganda no rádio e TV deverão ser divididos na mesma proporção de candidatos negros e brancos nos partidos políticos. O pedido, feito pela deputada Benedita da Silva (PT-RJ), também pedia ao TSE para estabelecer uma cota de 30% de candidaturas negras em cada legenda. No entanto, para a Corte, essa questão tem que ser enfrentada pelo Congresso Nacional. Pretos e pardos eram 56% da população em 2018, mas representam apenas 24% dos deputados federais e 29% dos deputados estaduais eleitos há dois anos.

Afinal, qual a importância dessa decisão do TSE para a equidade das disputas eleitorais? Como esses recursos serão distribuídos?  Na edição de hoje, conversamos com Luiz Augusto Campos, professor de Sociologia e Ciência Política do Instituto de Estudos Sociais e Políticos da UERJ, e com Marilda Silveira, especialista em direito eleitoral, membro da Academia Brasileira de Direito Eleitoral e Político.

OUÇA O ‘ESTADÃO NOTÍCIAS’ TAMBÉM NO YOUTUBE

Todas as edições deste podcast também são publicadas no canal do Estadão no Youtube. Para ouvir gratuitamente nesta plataforma, é só clicar aqui.

ESTAMOS DISPONÍVEIS NA DEEZER!

Os podcasts do Estadão são oferecidos para consumo gratuito no serviço de streaming Deezer. Para ouvir, basta fazer o login na plataforma. Uma vez logado, é só colocar no campo de busca o nome do programa (“Estadão Notícias”) que você terá acesso imediato a todo nosso histórico de publicações. Você também pode acessar diretamente clicando neste link.

OUÇA TAMBÉM NO SPOTIFY!

Os podcasts do Estadão também são oferecidos para consumo gratuito na plataforma de streaming Spotify. Para acessá-lo e passar a segui-lo, basta digitar o nome do programa (“Estadão Notícias”) no campo de busca. Ou pode clicar diretamente neste link.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: