Eliane: ‘Anvisa pode entrar na Justiça contra o presidente’

Laís Gottardo

07 de janeiro de 2022 | 10h30

Um dia depois de o Ministério da Saúde anunciar o início da vacinação infantil no País, o presidente Jair Bolsonaro (PL) criticou nesta quinta-feira a imunização de crianças com idade entre 5 e 11 anos contra covid-19, e chamou técnicos da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) de “tarados por vacina”. Durante entrevista à TV Nova Nordeste, de Pernambuco, o presidente levantou suspeitas sobre o real número de mortes de crianças com covid e por que a Anvisa teria aprovado a imunização pediátrica: Para Eliane Cantanhêde, a postura de Bolsonaro é passível de um processo judicial pela Agência.

Após o Ministério da Saúde liberar a vacinação infantil no Brasil, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) listou 17 recomendações para  evitar erros na aplicação das doses contra a covid-19 em crianças de 5 a 11 anos. Na série de sugestões, estão incluídos o uso de um ambiente exclusivo para esta faixa etária e o treinamento completo das equipes de saúde. A formulação da dose pediátrica equivale a um terço da usada em pessoas com mais de 12 anos, e o frasco é da cor laranja. “A comunidade médica brasileira perdeu a paciência com as atitudes negacionistas e criminosas do governo”, opina Eliane sobre o grupo de médicos que entrou com pedido de investigação das ações do ministro da Saúde Marcelo Queiroga sobre a vacinação de crianças.

#PerguntePraEliane

Os ouvintes podem mandar perguntas para Eliane Cantanhêde pelas redes sociais da Eldorado e pelo WhatsApp no quadro #PerguntepraEliane. Para participar, basta encaminhar suas perguntas com essa hashtag para o perfil da Rádio Eldorado no Facebook, cujo endereço é facebook.com/radioeldorado. O perfil do Twitter é @eldoradoradio e do Instagram, @radioeldorado. O telefone para participar via WhatsApp é (11) 99481-1777.

ESTAMOS DISPONÍVEIS NA DEEZER!
Os podcasts do Estadão são oferecidos para consumo gratuito no serviço de streaming Deezer. Para ouvir, basta fazer o login na plataforma. Uma vez logado, é só colocar no campo de busca o nome do programa (“Editorial Estadão”) para você ter acesso imediato a todo nosso histórico de publicações. Você também pode acessar diretamente clicando neste link.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.