Eliane: “Bolsonaro faz exatamente o mesmo que o deputado Francischini”

Laís Gottardo

03 de junho de 2022 | 10h22

Em mais uma decisão nesta quinta-feira, 2, o ministro Kassio Nunes Marques, do Supremo Tribunal Federal (STF), suspendeu a cassação do deputado federal José Valdevan de Jesus, conhecido como Valdevan Noventa (PL-SE). Com isso, o parlamentar está apto para reassumir o mandato. Nunes também suspendeu a cassação do deputado estadual bolsonarista Fernando Francischini (União Brasil-PR). Os dois despachos foram divergentes ao parecer do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). “O ministro está sendo, no Supremo, mais ou menos o que Pazuelo foi no Ministério da Saúde: um manda, o outro obedece. Ele passou uma rasteira no TSE, foi desleal com essa corte e com o STF para favorecer o presidente Jair Bolsonaro. Quem lucra com isso é o presidente, que faz exatamente a mesma coisa que o deputado Francischini fez e desacredita urnas, instituições e, portanto, a democracia”, opina Cantanhêde.

Em uma tentativa de conquistar a simpatia do eleitor jovem, o PL preparou um vídeo em que o presidente Jair Bolsonaro (PL) defende Deus e a família em um diálogo descontraído com adolescentes. A gravação faz parte de um pacote de comerciais preparados pelo partido que trarão Bolsonaro em rede nacional de rádio e TV em conversas com apoiadores nas ruas. “A propaganda é feita para os jovens, mas os marqueteiros do presidente não entendem nada de jovens. Eles querem ouvir sobre boas escolas, empregos, oportunidades…”, diz Eliane.

#PerguntePraEliane

Os ouvintes podem mandar perguntas para Eliane Cantanhêde pelas redes sociais da Eldorado e pelo WhatsApp no quadro #PerguntepraEliane. Para participar, basta encaminhar suas perguntas com essa hashtag para o perfil da Rádio Eldorado no Facebook, cujo endereço é facebook.com/radioeldorado. O perfil do Twitter é @eldoradoradio e do Instagram, @radioeldorado. O telefone para participar via WhatsApp é (11) 99481-1777.

ESTAMOS DISPONÍVEIS NA DEEZER!
Os podcasts do Estadão são oferecidos para consumo gratuito no serviço de streaming Deezer. Para ouvir, basta fazer o login na plataforma. Uma vez logado, é só colocar no campo de busca o nome do programa (“Editorial Estadão”) para você ter acesso imediato a todo nosso histórico de publicações. Você também pode acessar diretamente clicando neste link.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.