Eliane Cantanhêde comenta possível progressão de pena de Lula para regime semiaberto
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Eliane Cantanhêde comenta possível progressão de pena de Lula para regime semiaberto

Diego Henrique de Carvalho

30 de setembro de 2019 | 11h05

Na coluna Direto de Brasília desta segunda-feira, 30, Eliane Cantanhêde projeta os impactos na política do País com a possibilidade de soltura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). Procuradores da força-tarefa da Lava Jato – incluindo Deltan Dallagnol – assinaram um pedido para que o petista passe ao regime semiaberto no caso do triplex do Guarujá. A decisão pode ocorrer ainda hoje. Ouça o podcast no player abaixo.

Eliane Cantanhêde também responde a perguntas de ouvintes. Ela conversa ao vivo com Haisem Abaki e Carolina Ercolin, no Jornal Eldorado, da Rádio Eldorado (FM 107,3), de segunda a sexta, das 9h às 9h30.

 

#PerguntePraEliane

Os ouvintes podem mandar perguntas para Eliane Cantanhêde pelas redes sociais da Eldorado e pelo WhatsApp no quadro #PerguntepraEliane. Para participar, basta encaminhar suas perguntas com essa hashtag para o perfil da Rádio Eldorado no Facebook, cujo endereço é facebook.com/radioeldorado. O perfil do Twitter é @eldoradoradio e do Instagram, @radioeldorado. O telefone para participar via WhatsApp é (11) 99481-1777

 

ESTAMOS DISPONÍVEIS NA DEEZER!

Os podcasts do Estadão são oferecidos para consumo gratuito no serviço de streaming Deezer. Para ouvir, basta fazer o login na plataforma. Uma vez logado, é só colocar no campo de busca o nome do programa (“Colunistas Eldorado Estadão”) para você ter acesso imediato a todo nosso histórico de publicações. Você também pode acessar diretamente clicando neste link.

 

OUÇA TAMBÉM NO SPOTIFY!

Os podcasts do Estadão também são oferecidos para consumo gratuito na plataforma de streaming Spotify. Para acessá-lo e passar a segui-lo, basta digitar o nome do programa no campo de busca (“Colunistas Eldorado Estadão”). Ou pode clicar diretamente neste link.

 

O ex-presidente Lula. FOTO GABRIELA BILO/ ESTADÃO