Eliane: “O discurso de Ciro é verdadeiro, mas de um derrotado”

Laís Gottardo

21 de julho de 2022 | 10h15

Os ministros da Controladoria-Geral da União (CGU), Wagner Rosário, e da Advocacia-Geral da União (AGU), Bruno Bianco, colocaram as estruturas de suas pastas para dar respaldo jurídico ao discurso do presidente Jair Bolsonaro (PL) de contestação das urnas eletrônicas. Os comandos de outros oito órgãos já dão suporte à tese não comprovada do presidente de que o sistema de votação do Brasil é “completamente vulnerável”. Entre eles estão os ministérios da Defesa e da Justiça, que comandam as Forças Armadas e a Polícia Federal, respectivamente, e o Gabinete de Segurança Institucional (GSI), que controla a Agência Brasileira de Inteligência (Abin). “Os ministros Wagner Rosário e Bruno Bianco estavam na reunião de Bolsonaro com os emabaixadores estrangeiros, então participaram daquele espetáculo lamentável em que o próprio presidente esculhamba a imagem do Brasil para o mundo”, diz Cantanhêde.

Com ataques ao presidente Jair Bolsonaro e ao petista Luiz Inácio Lula da Silva, o ex-ministro Ciro Gomes (PDT) foi oficializado nesta quarta-feira, 20, como candidato do partido ao Palácio do Planalto. A convenção, na sede nacional do partido, em Brasília, foi a primeira entre os presidenciáveis. Em um recado a Bolsonaro, que tem ameaçado não reconhecer o resultado da eleição caso perca, Ciro disse que não haverá “baionetas antidemocráticas”. “O discurso de Ciro foi contundente e verdadeiro, mas é de um derrotado; de alguém que está se preparando para disputar outra posição: a de líder da oposição – ganhe quem ganhar a eleição de outubro”, opina Eliane.

#PerguntePraEliane

Os ouvintes podem mandar perguntas para Eliane Cantanhêde pelas redes sociais da Eldorado e pelo WhatsApp no quadro #PerguntepraEliane. Para participar, basta encaminhar suas perguntas com essa hashtag para o perfil da Rádio Eldorado no Facebook, cujo endereço é facebook.com/radioeldorado. O perfil do Twitter é @eldoradoradio e do Instagram, @radioeldorado. O telefone para participar via WhatsApp é (11) 99481-1777.

ESTAMOS DISPONÍVEIS NA DEEZER!
Os podcasts do Estadão são oferecidos para consumo gratuito no serviço de streaming Deezer. Para ouvir, basta fazer o login na plataforma. Uma vez logado, é só colocar no campo de busca o nome do programa (“Editorial Estadão”) para você ter acesso imediato a todo nosso histórico de publicações. Você também pode acessar diretamente clicando neste link.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.