Eliane: ‘O feriado deixou de ser à pátria e passou a uma saudação ao Jair’

Laís Gottardo

06 de setembro de 2021 | 10h08

O governo federal está animado para o 7 de setembro e já se prepara para o feriado. Ao longo da última semana, o primeiro escalão procurou se desvencilhar das manifestações promovidas pelo presidente, mas, nos bastidores, ministros demonstraram desacordo com o acirramento institucional e constrangimento com a moldura autoritária dos protestos e a convocação feita por Bolsonaro para aderirem aos atos. Os titulares de carreira política têm pregado o “distensionamento”. Eles foram orientados por assessores, entretanto, a não confrontar as visões do chefe do Executivo em público e abafar o mal-estar.

Já dentro das quatro linhas – as do futebol -, a Polícia Federal informou que não vai investigar os quatro atletas da seleção argentina que descumpriram a quarentena em território brasileiro. Segundo a Anvisa, eles teriam infringido a lei sanitária do País. Os jogadores e toda a delegação argentina deixaram o Brasil na noite de domingo, horas depois da suspensão do clássico válido pela sexta rodada das Eliminatórias para a Copa do Mundo do Catar.

E na semana da CPI da covid no Senado não há previsão de depoimentos, mas o novo foco é nos lobistas.

#PerguntePraEliane

Os ouvintes podem mandar perguntas para Eliane Cantanhêde pelas redes sociais da Eldorado e pelo WhatsApp no quadro #PerguntepraEliane. Para participar, basta encaminhar suas perguntas com essa hashtag para o perfil da Rádio Eldorado no Facebook, cujo endereço é facebook.com/radioeldorado. O perfil do Twitter é @eldoradoradio e do Instagram, @radioeldorado. O telefone para participar via WhatsApp é (11) 99481-1777.

ESTAMOS DISPONÍVEIS NA DEEZER!
Os podcasts do Estadão são oferecidos para consumo gratuito no serviço de streaming Deezer. Para ouvir, basta fazer o login na plataforma. Uma vez logado, é só colocar no campo de busca o nome do programa (“Editorial Estadão”) para você ter acesso imediato a todo nosso histórico de publicações. Você também pode acessar diretamente clicando neste link.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.