Eliane: ‘Os caminhoneiros param em nome do presidente e contra a democracia’

Laís Gottardo

09 de setembro de 2021 | 10h54

O 7 de Setembro de Jair Bolsonaro passou, mas continua fazendo estrago no país, com caminhoneiros fechando estradas em mais de 10 estados. As paralisações são registradas em ao menos 13 Estados e o governo se mobilizou na noite desta quarta-feira, 8, para tentar conter os protestos. O próprio presidente Jair Bolsonaro gravou um áudio e o ministro de Infraestrutra, Tarcísio de Freitas, um vídeo para tentar desmobilizar os manifestantes.

Os poderes reagiram duramente aos discursos golpistas do presidente. O principal foi do presidente do STF, Luís Fux. Ele afirmou nesta quarta-feira, 8, que as atitudes do chefe do Executivo representam um “atentado à democracia”. O discurso foi marcado por mensagens diretas ao Palácio do Planalto de que os magistrados não vão mais tolerar movimentos golpistas e intransigência. Fux ainda frisou que as ameaças do chefe do Executivo na tarde de ontem, 7, se levadas adiante, configuram “crime de responsabilidade”, o que pode levá-lo ao impeachment.

Ainda grande movimentação no Congresso e nos partidos, com a palavra impeachment no ar. O presidente da Câmara, Arthur Lira, ignorou o tema ao fazer um pronunciamento na tarde desta quarta-feira, 8. Ele criticou “radicalismo e excessos”, mas manteve o discurso de que é preciso “diálogo”, indicando que não deve levar adiante qualquer pedido de impedimento do presidente neste momento.

#PerguntePraEliane

Os ouvintes podem mandar perguntas para Eliane Cantanhêde pelas redes sociais da Eldorado e pelo WhatsApp no quadro #PerguntepraEliane. Para participar, basta encaminhar suas perguntas com essa hashtag para o perfil da Rádio Eldorado no Facebook, cujo endereço é facebook.com/radioeldorado. O perfil do Twitter é @eldoradoradio e do Instagram, @radioeldorado. O telefone para participar via WhatsApp é (11) 99481-1777.

ESTAMOS DISPONÍVEIS NA DEEZER!
Os podcasts do Estadão são oferecidos para consumo gratuito no serviço de streaming Deezer. Para ouvir, basta fazer o login na plataforma. Uma vez logado, é só colocar no campo de busca o nome do programa (“Editorial Estadão”) para você ter acesso imediato a todo nosso histórico de publicações. Você também pode acessar diretamente clicando neste link.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.