Eliane: ‘Relatório da HRW replicou narrativas levantadas pela CPI da covid’

Laís Gottardo

14 de janeiro de 2022 | 11h00

Cantanhêde escreve em sua coluna desta sexta: “Bastou uma ‘festinha’ de 40 pessoas nos jardins de Downing Street (sede do governo), no pico da pandemia e do lockdown, cada um levando seu próprio vinho, para os britânicos, a oposição e até parlamentares do partido se mobilizarem para pedir o afastamento do primeiro-ministro Boris Johnson. Ok, é grave, mas isolado. E um certo presidente, além-mar, que na pandemia não toma vacina, faz churrasco na residência oficial, é filmado em uma aglomeração atrás da outra, diverte-se em atos golpistas, abraça idosos sem máscara antes das vacinas, arranca máscara de criança na rua e proíbe em palácio, descumpre as leis do DF e é processado por governos estaduais por suas motociatas?”

Depois de impedir a participação de jornalistas no evento realizado na manhã desta quarta-feira, 12, em Guarulhos (SP), para apresentar as primeiras doses da vacina pediátrica contra a covid-19, o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, concedeu uma entrevista em que defendeu a necessidade de ampliar a cobertura da segunda dose dos imunizantes, em meio ao que ele considerou uma terceira onda da doença provocada pela variante Ômicron, mas voltou a dizer que os pais não serão obrigados a vacinar seus filhos. “Queiroga precisa ficar fazendo esse jogo duplo porque quer entregar doses de vacina, mas não pode bater de frente com o presidente, que é seu chefe”, opina Eliane.

#PerguntePraEliane

Os ouvintes podem mandar perguntas para Eliane Cantanhêde pelas redes sociais da Eldorado e pelo WhatsApp no quadro #PerguntepraEliane. Para participar, basta encaminhar suas perguntas com essa hashtag para o perfil da Rádio Eldorado no Facebook, cujo endereço é facebook.com/radioeldorado. O perfil do Twitter é @eldoradoradio e do Instagram, @radioeldorado. O telefone para participar via WhatsApp é (11) 99481-1777.

ESTAMOS DISPONÍVEIS NA DEEZER!
Os podcasts do Estadão são oferecidos para consumo gratuito no serviço de streaming Deezer. Para ouvir, basta fazer o login na plataforma. Uma vez logado, é só colocar no campo de busca o nome do programa (“Editorial Estadão”) para você ter acesso imediato a todo nosso histórico de publicações. Você também pode acessar diretamente clicando neste link.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.