Eliane: “Se Bolsonaro perder as eleições vai repetir o que Trump fez nos EUA”

Laís Gottardo

06 de maio de 2022 | 10h43

Nesta quinta-feira, 05, durante sua live, o presidente Jair Bolsonaro disse que uma empresa contratada pelo PL, seu partido, irá fazer uma auditoria privada das eleições deste ano. No momento em que amplia os questionamentos ao processo eleitoral e faz insinuações golpistas, Bolsonaro sugeriu, em tom de ameaça, que os resultados da análise podem complicar o TSE se a empresa constatar que é “impossível auditar o processo”. “O presidente trabalha o tempo inteiro contra as eleições enquanto o TSE está todo o tempo garantindo a transparência. Tá cada vez mais claro que se Bolsonaro perder as eleições vai repetir o que Trump fez nos EUA e atiçar a turma dele contra as instituições brasileiras”, avalia Eliane.

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, pré-candidato à Presidência da República pelo PT, disse que Jair Bolsonaro (PL) só atendeu os filhos e os “milicianos que cercam ele” durante o mandato. “A guerra das eleições começou. Com, praticamente, o fim da terceira via, Bolsonaro radicaliza de um lado e Lula do outro”, diz Cantanhêde.

#PerguntePraEliane

Os ouvintes podem mandar perguntas para Eliane Cantanhêde pelas redes sociais da Eldorado e pelo WhatsApp no quadro #PerguntepraEliane. Para participar, basta encaminhar suas perguntas com essa hashtag para o perfil da Rádio Eldorado no Facebook, cujo endereço é facebook.com/radioeldorado. O perfil do Twitter é @eldoradoradio e do Instagram, @radioeldorado. O telefone para participar via WhatsApp é (11) 99481-1777.

ESTAMOS DISPONÍVEIS NA DEEZER!
Os podcasts do Estadão são oferecidos para consumo gratuito no serviço de streaming Deezer. Para ouvir, basta fazer o login na plataforma. Uma vez logado, é só colocar no campo de busca o nome do programa (“Editorial Estadão”) para você ter acesso imediato a todo nosso histórico de publicações. Você também pode acessar diretamente clicando neste link.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.