‘Estadão Notícias’: Balanços e Projeções #1 – Terrorismo e conflitos internacionais
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

‘Estadão Notícias’: Balanços e Projeções #1 – Terrorismo e conflitos internacionais

Emanuel Bomfim

22 de dezembro de 2017 | 06h05

Edição desta sexta-feira, 22, abre nossa série especial com balanços sobre o ano de 2017, além de incluir algumas projeções para 2018. Ao longo dos próximos dias, vamos atacar temas essenciais nas mais diversas áreas de cobertura: política, economia, cultura, segurança pública… O programa de hoje é dedicado a refletir sobre a situação do terrorismo no mundo e a guerra na Síria. O quanto o Estado Islâmico ainda é um ator importante neste cenário, seja no campo simbólico ou militar? Os países têm se mostrado eficientes no combate ao terrorismo? E, por fim, o quanto a situação da Síria se assemelha ao Afeganistão de 1980, como palco de um conflito internacional?

Essas e outras perguntas são respondidas pelo analista internacional Manuel Furriela, coordenador do curso de Relações Internacionais da FMU, e Sidney Ferreira Leite, especialista em Relações Internacionais e Pró-reitor do Centro Universitário Belas Artes de São Paulo.

 

Você pode participar com sugestões e comentários em nossa produção de podcasts. Aguardamos o seu e-mail no seguinte endereço: podcast@estadao.com

 

AGORA ESTAMOS DISPONÍVEIS NA DEEZER!

Os podcasts do Estadão acabam de ganhar um novo canal de distribuição: o serviço de streaming Deezer. Para ouvir, basta se logar na plataforma. Uma vez logado, é só colocar no campo de buscas o nome do programa (“Estadão Notícias”) que você terá acesso imediato a todo nosso histórico de publicações. Você também pode acessar diretamente clicando neste link.

 

OUÇA TAMBÉM NO SPOTIFY!

O ‘Estadão Notícias’ é um dos poucos podcasts disponibilizados na plataforma de streaming Spotify. Para acessá-lo e passar a segui-lo, basta digitar o nome do programa (“Estadão Notícias”) no campo de buscas. Ou pode clicar diretamente neste link.

 

Cidade devastada na ilha do sul de Mindanao, onde os militares declararam o fim da luta contra a ocupação do Estado Islâmico. (Foto: Ted Aljibe/AFP)