‘Estadão Notícias’: Brasil vai, enfim, reformar sua máquina pública? Podcast analisa o assunto
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

‘Estadão Notícias’: Brasil vai, enfim, reformar sua máquina pública? Podcast analisa o assunto

Emanuel Bomfim

14 de outubro de 2019 | 06h00

Passada a aprovação da reforma da Previdência, atualmente em banho-maria no Senado, o governo já tem como prioridade apresentar a proposta de reforma administrativa. Em linhas gerais, ela deve reestruturar o funcionalismo público federal, com corte de benefícios e novos modelos de contratação e gestão. A lógica é desinchar a máquina. Há o entendimento de que o Estado brasileiro é pesado, burocrático e ineficiente.

Por que se gasta tanto com o funcionalismo no Brasil? A reforma conseguirá transpor o lobby dos servidores no Congresso? Que modelo de Estado é o ideal para o Brasil?

 

Edição de hoje do ‘Estadão Notícias’ discute a reforma administrativa com a participação do professor do Insper, Fernando Schüler, um grande especialista no assunto, e do deputado Israel Batista (PV-DF), coordenador da Frente Parlamentar Mista em Defesa do Serviço Público.

 

OUÇA O ‘ESTADÃO NOTÍCIAS’ TAMBÉM NO YOUTUBE

Todas as edições deste podcast também são publicadas no canal do Estadão no Youtube. Para ouvir gratuitamente nesta plataforma, é só clicar aqui.

 

ESTAMOS DISPONÍVEIS NA DEEZER!

Os podcasts do Estadão são oferecidos para consumo gratuito no serviço de streaming Deezer. Para ouvir, basta fazer o login na plataforma. Uma vez logado, é só colocar no campo de busca o nome do programa (“Estadão Notícias”) que você terá acesso imediato a todo nosso histórico de publicações. Você também pode acessar diretamente clicando neste link.

 

OUÇA TAMBÉM NO SPOTIFY!

Os podcasts do Estadão também são oferecidos para consumo gratuito na plataforma de streaming Spotify. Para acessá-lo e passar a segui-lo, basta digitar o nome do programa (“Estadão Notícias”) no campo de busca. Ou pode clicar diretamente neste link.

 

(Foto: Dida Sampaio/Estadão)

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.