‘Estadão Notícias’: Candidatura avulsa é produto da falta de renovação, analisa cientista político
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

‘Estadão Notícias’: Candidatura avulsa é produto da falta de renovação, analisa cientista político

Emanuel Bomfim

05 Outubro 2017 | 06h00

O plenário do Supremo Tribunal Federal (SFT) deixou para esta quinta-feira o julgamento da chamada candidatura avulsa, em que pessoas que não são filiadas a partidos políticos podem se candidatar. A pressa para se debater o assunto tem relação com o prazo apertado para mudanças nas regras eleitorais, que devem ser aprovadas até um ano antes do próximo pleito. Ou seja, até o próximo sábado, dia 7 de outubro. O relator da matéria é o ministro Luís Roberto Barroso. O debate ganhou força depois que o juiz eleitoral Hamilton Gomes Carneiro, de Aparecida de Goiânia (GO), autorizou um advogado a registrar sua candidatura, sem estar filiado a nenhum partido. Edição do programa de hoje ouve a opinião do cientista político Vitor Oliveira (da consultoria Pulso Público). Para ele, o novo modelo pode fragmentar um cenário político já pulverizado, mas ganha força diante “dos feudos políticos que se tornaram os partidos no Brasil”. Ouça no player abaixo.

Ainda na esfera política e também de cunho eleitoral, o programa de hoje aciona o repórter de política do Estadão, Pedro Venceslau, que está em Belém para acompanhar a festa religiosa do Círio de Nazaré. Por conta da forte repercussão popular, o evento se tornou um importante palanque para políticos e pré-candidatos. O presidente Michel Temer, o deputado Jair Bolsonaro e o prefeito de SP, João Doria, são alguns dos nomes confirmados e que vão buscar holofote em meio a catarse religiosa da festa.

 

Para participar do programa com seu comentário ou sugestão, você pode mandar um email para: podcast@estadao.com

 

OUÇA TAMBÉM NO SPOTIFY!

O ‘Estadão Notícias’ é um dos poucos podcasts disponibilizados na plataforma de streaming Spotify (conhecida pelo acervo musical). Para acessá-lo e passar a segui-lo, basta digitar o nome do programa (“Estadão Notícias”) no campo de buscas. Ou pode clicar diretamente neste link.

O jurista Modesto Carvalhosa é um dos nomes que poderia ser beneficiada com a aprovação da candidatura avulsa. (Foto: Felipe Rau/Estadão)