‘Estadão Notícias’: Decisão do STF sobre Aécio é uma ingerência perigosa, alerta jurista
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

‘Estadão Notícias’: Decisão do STF sobre Aécio é uma ingerência perigosa, alerta jurista

Emanuel Bomfim

27 Setembro 2017 | 06h00

Edição desta quarta-feira, 27, analisa decisão de ontem da 1ª Turma do Supremo Tribunal Federal, que suspendeu o senador tucano Aécio Neves de suas atividades parlamentares, além de lhe impor um recolhimento noturno. Para o professor da Faculdade de Direito da Faap, Luiz Fernando Amaral, tal medida corrobora para “um ativismo judicial excessivo” que tem sido praticado no País ultimamente. “Não estou aqui avaliando da perspectiva moral ou ética, mas da perspectiva jurídica e da divisão dos poderes. Me parece que aí temos uma ingerência perigosa de um poder no outro”, declara. Ouça análise completa no player abaixo.

Entrevistado no programa, Amaral também comenta o caso das provas apresentadas pela defesa do ex-presidente Lula com datas inexistentes no calendário cristão. Segundo ele, o simples fato do equívoco da data não gera tantas consequências. “O grande problema são outros indícios, como erros de ortografia e digitação que se repetem em todos os recibos. Além disso, temos uma prova que já deveria ter sido apresentada já há algum tempo. Ela está sendo apresentada na última fase e com todas essas peculiaridades. É evidente que, de algum modo, enfraquece”, afirma.

 

Confira ainda no ‘Estadão Notícias’ o comentário de Andreza Matais, direto de Brasília, sobre a virulenta carta de Antonio Palocci, em que pede sua desfiliação do PT, além de distribuir uma saraivada de críticas a Lula e à direção do partido.

 

Para participar do ‘Estadão Notícias’ com sua opinião ou mensagem, mande um email para: podcast@estadao.com

 

OUÇA TAMBÉM NO SPOTIFY!

O ‘Estadão Notícias’ é um dos poucos podcasts disponibilizados na plataforma de streaming Spotify (conhecida pelo acervo musical). Para acessá-lo e passar a segui-lo, basta digitar o nome do programa (“Estadão Notícias”) no campo de buscas. Ou pode clicar diretamente neste link.