‘Estadão Notícias’: Eleição municipal vem aí: o que esperar? Nossos repórteres e editores analisam
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

‘Estadão Notícias’: Eleição municipal vem aí: o que esperar? Nossos repórteres e editores analisam

Emanuel Bomfim

07 de outubro de 2019 | 06h00

A um ano das eleições que vão definir os novos prefeitos e vereadores pelo País, o meio político já se movimenta nos bastidores em torno deste pleito. E muita coisa está em jogo para o ano que vem: o financiamento eleitoral, o fim das coligações, a permanência da onda conservadora, o potencial de Bolsonaro como cabo eleitoral, o papel do ex-presidente Lula e a falta de coesão na esquerda.

Edição de hoje vai analisar estes vários aspectos com as participações do editor da ‘Coluna do Estadão’, Alberto Bombig, dos repórteres de ‘Política’, Adriana Ferraz e Ricardo Galhardo, e do cientista político, Humberto Dantas. Ouça no player acima.

 

OUÇA O ‘ESTADÃO NOTÍCIAS’ TAMBÉM NO YOUTUBE

Todas as edições deste podcast também são publicadas no canal do Estadão no Youtube. Para ouvir gratuitamente nesta plataforma, é só clicar aqui.

 

ESTAMOS DISPONÍVEIS NA DEEZER!

Os podcasts do Estadão são oferecidos para consumo gratuito no serviço de streaming Deezer. Para ouvir, basta fazer o login na plataforma. Uma vez logado, é só colocar no campo de busca o nome do programa (“Estadão Notícias”) que você terá acesso imediato a todo nosso histórico de publicações. Você também pode acessar diretamente clicando neste link.

 

OUÇA TAMBÉM NO SPOTIFY!

Os podcasts do Estadão também são oferecidos para consumo gratuito na plataforma de streaming Spotify. Para acessá-lo e passar a segui-lo, basta digitar o nome do programa (“Estadão Notícias”) no campo de busca. Ou pode clicar diretamente neste link.

 

(Romildo de Jesus/Futura Press)

 

Tendências:

  • Novembro Azul: entenda a campanha de prevenção do câncer de próstata
  • DPVAT: o que é e como funciona o seguro obrigatório?
  • Yuval Harari: “Algoritmos entendem você melhor do que você mesmo se entende”