‘Estadão Notícias’: Financiamento público de campanha é consenso entre os partidos, afirma especialista
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

‘Estadão Notícias’: Financiamento público de campanha é consenso entre os partidos, afirma especialista

Gustavo Lopes Alves

17 Agosto 2017 | 06h00

Edição desta quinta-feira, 17, analisa os ruídos gerados pela proposta de um fundo público eleitoral de R$ 3,6 bilhões, que consta da reforma política, discutida no Congresso. O mal-estar foi tamanho que o relator da proposta na Câmara, deputado Vicente Cândido (PT-SP), resolveu voltar atrás quanto à ideia de destinar 0,5% da Receita Corrente Líquida da União (RCLU) para o financiamento deste fundo. O diretor do Movimento de Combate à Corrupção Eleitoral, Luciano Santos diz que os partidos precisam aprender a trabalhar com um volume menor de dinheiro para as campanhas. Ouça no player abaixo:

Outro assunto do programa, mas dentro da reforma política, é o ‘distritão’. A proposta de que os mais votados na eleição ocupem os cargos no legislativo passou em primeira votação na Câmara. Nós entrevistamos o professor de Direito da Universidade Mackenzie Elton Batalha. Para ele, qualquer que seja o resultado final, dificilmente, o Supremo Tribunal Federal irá interferir no que foi decidido pelo legislativo. E na área internacional, um imbróglio envolvendo a Odebrecht e o governo venezuelano.

Para participar do programa com seu comentário ou sugestão, você pode mandar um email para: podcast@estadao.com

OUÇA TAMBÉM NO SPOTIFY!

O ‘Estadão Notícias’ é um dos poucos podcasts disponibilizados na plataforma de streaming Spotify (conhecida pelo acervo musical). Para acessá-lo e passar a segui-lo, basta digitar o nome do programa (“Estadão Notícias”) no campo de buscas. Ou pode clicar diretamente neste link.

O relator da Comissão Especial que analisa a reforma política , Vicente Cândido durante leitura do seu relatório, na Camara dos Deputados. FOTO:DIDA SAMPAIO/ESTADAO