‘Estadão Notícias’: Governo teme derrota em votação da reforma trabalhista na CCJ
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

‘Estadão Notícias’: Governo teme derrota em votação da reforma trabalhista na CCJ

Emanuel Bomfim

22 de junho de 2017 | 05h51

Edição desta quinta-feira, 22, se divide basicamente em duas frentes: uma de teor mais político e outra mais jurídico – ainda que estes dois temas estejam intimamente ligados ultimamente no noticiário. Do lado político, um governo que já admite possibilidade de derrota na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado em votação da reforma trabalhista. Seria apenas sinal da fragilidade da base, outrora invencível, ou apenas um deslize estratégico numa semana em que o presidente preferiu cumprir agenda internacional? Ouça no player abaixo.

Do lado jurídico, o julgamento no Supremo Tribunal Federal (STF) sobre a validade do acordo entre Ministério Público e executivos da JBS, assim como a permanência da relatoria deste caso com o ministro Edson Fachin. A professora de Direito Constitucional da FGV-SP, Eloisa Machado, participa do programa e opina sobre a condução dada pela Corte neste caso. “Manter a colaboração como instrumento a ser utilizado pelo Ministério Público para esse caso já é essencial. Se você antecipar um controle judicial, a tendência é que este instrumento deixe de ser usado. E se deixar de ser usado, casos como o da Lava Jato nunca teriam o alcance que conseguiram no País”, declara.

 

Não só a questão da validade da delação premiada está hoje no ‘Estadão Notícias’. Ouça também uma entrevista com um especialista sobre os acordos de leniência celebrados no país recentemente, principalmente após a atuação da Operação Lava Jato.

 

Você pode participar do programa mandando um email para: podcast@estadao.com

 

Romero Jucá tenta evitar uma nova derrota do governo no Senado (Foto: Dida Sampaio/Estadão)